Livro

UM PASSEIO POR ALAGOAS

Sérgio Moraes Sérgio Moraes 26 de Abril de 2014
04 de Maio de 2014

"UM PASSEIO POR ALAGOAS"

(Um pouco da História e Cidades de Alagoas de uma forma popular onde você vai ler e realmente passear)

(Parte do Meu Livro: "UM PASSEIO POR ALAGOAS")

Autor: Sérgio Moraes (Pilar-AL)

 

VÍDEO

http://g1.globo.com/al/alagoas/bom-dia-alagoas/videos/t/edicoes/v/conheca-mais-sobre-a-obra-do-escritor-e-poeta-pilarense-sergio-moraes/3319327/

 
APRESENTAÇÃO
A composição poética que ora apresento, obra de minha autoria, denominada UM PASSEIO POR ALAGOAS, faz um amplo passeio pela história, pelas cidades, relembra os filhos ilustres e viaja pelas belezas naturais de Alagoas, mostrando tudo o que este Estado tem de bom, começando pelo período colonial, a Capitania de Pernambuco, os engenhos de açúcar, o grito de liberdade liderado por Zumbi, até chegar a Emancipação em 1817, quando Alagoas deixou de pertencer a Capitania de Pernambuco, começando a partir daí, uma nova fase. 
Após esse período, continuo mostrando a história de Alagoas, passando pela Proclamação da República, com o Marechal Deodoro da Fonseca, até chegarmos aos tempos atuais, fazendo assim, uma viagem ao passado pela terra dos Marechais, lembrando os filhos ilustres, que não esqueço jamais.
Ao fazer esse passeio poético por nosso Estado, o leitor vai perceber porque Alagoas é um dos berços mais ricos da cultura brasileira e vai entender porque o título desta obra se chama "UM PASSEIO POR ALAGOAS". 
Fique à vontade e um bom passeio pela terra das coisas boas !
 
Sérgio Moraes
Autor

 

"UM PASSEIO POR ALAGOAS"

 

 

Vamos viajar no tempo, vamos voltar ao passado,
Passear por Alagoas, esse meu querido Estado,
Conhecendo sua história, com os meus versos rimados.
 
Alagoas, minha terra, minha querida alagoas,
Vamos passear por ela, pra ver quantas coisas boas,
É nesta terra que até hoje, o grito de Zumbi ecoa.
 
Foi na Serra da Barriga, refúgio da escravidão,
O Quilombo dos Palmares, cidade de União,
Zumbi lutou pelos negros, buscando a libertação.
 
Em 1817, Alagoas Emancipou-se,
Com o crescimento econômico, uma Capitania ela tornou-se,
E com a Independência do Brasil, uma província formou-se.
 
Alagoas é abençoada, pela própria natureza,
Berço rico da Cultura, sua história é uma riqueza,
Alagoas é um paraíso, com inúmeras belezas.
 
É a terra dos Marechais, Deodoro e Floriano,
Nise da Silveira, Jorge de Lima, de Zumbi, Graciliano,
De Jararaca, da Gajuru e do Cientista Arthur Ramos.
 
Terra de Nelson da Rabeca e do Maestro Fon-Fon,
Do Menestrel das Alagoas e do Senador Arnon,
Do internacional Djavan e do Eliezer Setton.
 
Penedo é cidade antiga que não me sai da memória,
Patrimônio Nacional que também menciono agora,
Seus antigos casarões são relíquias da história.
 
Marechal Deodoro, de Alagoas era a antiga capital,
Nesta cidade nasceu aquele grande Marechal,
Que Proclamou a República no Brasil Imperial.
 
Palmeira dos Índios e Quebrangulo, terras de Graciliano,
União dos Palmares, de Zumbi, Pilar lembra Arthur Ramos,
São cidades e ilustres, Orgulho dos Alagoanos.
 
A capital alagoana é a bela Maceió,
Repleta de praias lindas, de Alagoas é o xodó,
Tinha a boate Areia Branca, do famoso Mossoró.
 
As praias de Maceió são as mais belas do Brasil,
Ponta Verde e Pajuçara com seu mar azul anil,
E quem disser que é mentira ou ta cego ou nunca viu.
 
Maceió é o destino de inúmeros brasileiros,
No Nordeste é a preferida dos turistas estrangeiros,
Sua gente é hospitaleira ao Pontal ao Tabuleiro.
 
Maceió também é palco do clássico das multidões,
De CSA e CRB, times de grandes paixões,
A rivalidade até hoje, causa fortes emoções.
 
Vamos ao litoral alagoano, com suas belíssimas paisagens,
São as mais belas do país, que parecem até miragem,
Do litoral norte ao sul, vamos seguindo a viagem.
 
Conheça o litoral norte, você vai se divertir,
Indo a Paripueira, você não quer mais sair,
Mas vamos com o nosso passeio até chegar em Maragogi.
 
Na Barra de Santo Antônio temos a Ilha da Crôa,
Região aconchegante, lá você não fica à toa,
Conheça Japaratinga, essa é outra praia boa.
 
Indo para o outro lado, temos o litoral sul,
Vamos a Praia do Peba, lá em Piaçabuçu,
Eu mesmo já conheci, agora só falta tu.
 
Em Pontal do Coruripe beleza não falta não,
Também temos o Poxim, que amo de coração,
Tem a Lagoa do Pau, nesta mesma região.
 
Ainda tem Duas Barras, praia boa pra vocês,
A Barra de São Miguel, quem vai volta outra vez,
E a mais famosa de Alagoas é a Praia do Francês.
 
Ainda tem a Massagueira e a Ilha de Santa Rita,
Lá você passeia e come muita carapeba frita,
Tem peixadas, camarão e muita mulher bonita.
 
E uma cidade importantíssima, não é do litoral não,
Cresceu e se desenvolveu em toda a sua região,
Seu nome é Arapiraca, por qual eu sinto afeição.
 
Arapiraca não tem praia, Ela é a terra do fumo,
Seu comércio é progressista, pois vive um forte consumo,
Vamos continuar o passeio, seguindo pra outro rumo.
 
De Santana do Ipanema, não poderia esquecer,
Água Branca no sertão, tem história pra você,
O sertão sempre sofreu, mas Deus vai lhe proteger.
 
Delmiro Gouveia cresceu, no extremo de Alagoas,
Muito se desenvolveu, eita que cidade boa,
Seu povo é hospitaleiro, quem vai lá não fica à toa.
 
E o Rio São Francisco, que querem a transposição,
É como o sangue nas veias, pra nossa população,
Dele muitos sobrevivem, com a pesca e a Irrigação.
 
Esse Rio São Francisco, é a vida a muita gente,
Alimenta, mata a sede, deixa seu povo contente,
Por ele sigo o passeio, por suas águas correntes.
 
E no Vale do Paraíba, temos Cajueiro e Capela,
Quero lembrar Atalaia, o Rio passa por elas,
Elas têm seus atrativos, também são cidades belas.
 
Rio Largo é outra cidade, que não posso esquecer,
Em Lourenço de Albuquerque, o trem espera você,
De lá até Maceió, muitas coisas vamos ver.
 
Tem a pequena Satuba, entre Maceió e Pilar,
Também tem festa das boas, pra você participar.
E Fernão Velho e ABC, é bom de se visitar.
 
Na região do Mundaú, tem a bela Santa Luzia,
Pequena e encantadora, faz festa com alegria,
Coqueiro Seco é pitoresca, causa encanto e magia.
 
Viçosa de Teotônio, Chã Preta de Theo Brandão,
Mar Vermelho, Anel, Carneiro, são da mesma região,
Cada uma com sua história, tem festas e animação.
 
Matriz e Passo do Camaragibe, Joaquim Gomes e Fleixeiras,
Campo Alegre, Ibateguara, são todas hospitaleiras,
Cada uma com seu jeito, das cidades brasileiras.
 
Continuando o passeio, com você eu vou seguir,
Olho D'Água do Casado e Belém, Pindoba e Inhapi,
Jacaré dos Homens e São Brás, Campestre e Canapi.
 
Conheça Ibateguara e Girau do Ponciano,
Poço das Tricheiras, Pariconha, São José da Lage nós amamos,
Visite essas cidades, Orgulho dos Alagoanos.
 
Conheça Boca da Mata, com a Festa de Santa Rita,
São Miguel dos Campos, boa terra, aconchegante e bonita,
Vamos a Paulo Jacinto, curtir o Baile da Chita.
 
Dois Riachos é uma cidade, que se tornou especial,
Nela nasceu a Rainha Marta, ganhou fama Mundial,
Marta, a melhor jogadora do mundo, ama sua terra natal.
 
Vamos a outras cidades, conhecer os seus valores,
Batalha é da Bacia Leiteira, vou em Olho D'Água das Flores,
Vou à Jequiá da Praia conversar com os Pescadores.
 
Além das praias e cidades, temos festas populares,
São festas dos padroeiros, nas ruas e nos altares,
Profana e religiosa, tem até festa nos mares.
 
As religiões se misturam, cada uma sua devoção,
Nas igrejas, com seus santos, nas cartas, adivinhação,
No terreiro, o candomblé, assim seguem a tradição.
 
Mas independente disso, Deus não deixa o povo à toa,
Cada um faz sua prece, desde que seja coisa boa,
Pois se Deus é brasileiro, Ele é mesmo de Alagoas.
 
Na vida tudo é difícil, sou sincero, não engano,
Pra superar os problemas, da fé em Deus precisamos,
E a fé do Nordestino, vem do povo alagoano.
 
Quem é Alagoano de fé, nunca perde a esperança,
No folclore temos o exemplo, do incansável Ranilson França,
Que lutou e se empenhou, pelos folguedos e danças.
 
Essa é a terra dos guerreiros, como o mestre Théo Brandão,
Dos pastoris e cheganças, que transmitem animação,
Do côco de roda e taieira, Folclores de tradição.
 
A Cultura alagoana, Eu amo e não ignoro,
Os Museus e o Folclore, são coisas que eu adoro,
E pra assistir boas peças, vou ao Teatro Deodoro.
 
Na Cultura também tem, a Seresta da Pitanguinha,
Sai pelas ruas e cidades, cantando belas marchinhas,
MPB, Bossa Nova e inesquecíveis Sambinhas.
 
E as Rendeiras do Pontal, são uma grande referência,
Do artesanato local, trabalham com eficiência,
Fazem bonitos trabalhos, com bastante inteligência.
 
E o Artesanato de Pilar, é feito de um peixe gostoso,
É da cabeça do bagre, um artesanato famoso,
De Jesus crucificado, é bonito e curioso.
 
E a Lagoa Manguaba, banha Pilar e Marechal,
Você passeia de Barco, é um passeio legal,
Apreciando a natureza, num tremendo alto astral.
 
No Complexo Lagunar, Manguaba e Mundaú,
Dá muitos peixes e crustáceos, Camarão e Sururu,
São pratos que dão vontade de tomar umas com caju.
 
Durante esse nosso passeio, lembro dos Sete Coqueiros,
Também do Gogó da Ema, encanto dos brasileiros,
Quem vinha à Maceió, visitava lá primeiro.
 
E a Praia da Sereia, que freqüentei na infância,
Praia tranqüila e calma, que não me sai da lembrança,
Foi minha praia preferida, no meu tempo de criança.
 
Preciso também registrar, que existe um tradicional cantinho,
Onde se vende de tudo, pra tudo se dá um jeitinho,
Esse lugar é famoso, é a Feira do Passarinho.
 
Na Feira do Passarinho, muitas variedades tem,
Vende CD e Relógio, roupa e comida também,
Vendem tudo em todo o canto, até na linha do trem.
 
Quem visita Alagoas, sempre gosta de voltar,
Pra curtir tudo de bom, que esta terra tem pra dá,
Suas praias, sua gente e a cervejinha a beira mar.
 
Mas para tudo isso ser visto, tem que ter divulgação,
Nas rádios e nas revistas, jornais e televisão,
Inclusive nestes versos, tem bastante informação.
 
Nas suas férias visite, nossas belíssimas cidades,
Não precisa ir muito longe, buscar a felicidade,
Passeie por Alagoas, divirta-se e fique a vontade.
 
Mesmo sem sair de casa, você pôde viajar,
Conheceu mais Alagoas, de uma forma popular, 
Nos versos de Sérgio Moraes, Alagoanodo Pilar.
 
Sérgio Moraes
Denuncie conteúdo abusivo
Sérgio Moraes ESCRITO POR Sérgio Moraes Escritor
Pilar - AL

Membro desde Agosto de 2010