Portal Escritores

A RAINHA VERMELHA

   Poucas Vezes no “país das maravilhas” existiu uma tirana tão louca e disposta a tal proezas capazes de se duvidar até se ela existia ou foi inventada! No começo de sua vida sempre sonhou em um mundo modelado pelos seus pensamentos, um mundo que todo mundo fosse igual, sonhasse os mesmos sonhos e que a trata-se como a “Justa descente”! Esqueceu ela que nada ou alguém poderia suportar a mesmice ou se manter no mesmo ciclo para sempre, principalmente se tratando de pessoas e seu estilo de vida! Quando chegou ao Poder trouxe inovações que a fez por muito tempo ser adorada e venerada. Mas como tudo no mundo tem um “finalmente”, ela começou a ultrapassar a barreira da lucidez para a loucura. De repente, em um dia de domingo, mandou que todos os seus assessores vestissem as mesmas roupas por completo. Não se satisfazendo do seu louco momento pediu também que as ruas e casas fossem pintadas pela cor vermelha, e, aproveitando o momento, até as lâmpadas públicas da mesma cor. Imaginem sair à noite e encontrar a cidade inteira com uma iluminação vermelha? Na sua viagem “do seu mundo louco” viu-se mais entusiasmada e para completar resolveu cadastrar toda a população em um banco de dados governamental, onde, todos deveriam seguir determinadas regras. Regras que se definia assim:

1º_ Todo trabalhador terá que aprender um novo ofício profissional que lhe tire da função anterior e lhe dê uma profissão de seus sonhos;

2º_ A partir desta data está vetado a qualquer cidadão se opor a qualquer princípio de exposição oraL, escrita ou imagem que comprometa a figura pública da sua rainha;

3º_Toda sociedade será representada por um conselho nomeada pela rainha e quem se opor a este conselho receberá por punição a sua anulação de cidadão patriota e sem nenhum direito aos incentivos sociais e benefícios;

4º_ Em caso de alguém tiver uma ideia que o beneficie economicamente será absorvida pelo Instituto de Ideias e Tecnologia da Rainha sem os devidos direitos autorais;

5º_Todas as religiões serão destituídas e será substituída pela Filosofia Espiritual Nacional, onde, toda teologia é de direito e execução da Rainha;

6º_ O Poder será representado só pela Rainha e sua autoridade nunca será substituída a não ser pelos seus descendentes;

7º_ As Forças Armadas serão desfeita e será substituída por uma Guarda Nacional Total, onde, o seu supremo comandante é a Rainha, e em caso de conflito interno e externo as leis de guerras só entrará em vigor se a Rainha a elaborar e determinar as suas regras.

   Vendo esta nova situação o povo ficou totalmente surpreso. Em cada esquina tinha os que apoiavam os desmande da rainha e os que achavam um absurdo! Mas não poderiam fazer nada contra a rainha, pois os seus súditos eram totalmente alienados e violentos. O que restava para os opositores era se resguardado dos “olhos do Poder” e utilizar vários veículos para romper as barreiras da opressão sobre a opinião pública contrária! Neste contexto apareceu uma esperança no cenário nacional: uma liderança mais louca que a rainha, mais atrevida e suicida do que os “guardiões da rainha”, mais livre e camuflado dos que os marginais que eram o escudeiro da tirana rainha! Pouco a pouco as coisas foram perdendo o controle e tudo começou a desmoronar. Vendo esta situação, a Rainha louca, teve a ousadia de criar um decreto em que cada cidadão aliado e confessado ao Poder receberia uma “pensão vitalícia social”. O líder da revolução oposicionista nacional vendo a tacada de mestre da Rainha, a compra de novos aliados, ficou quase sem nenhuma esperança! Mas a sua capacidade de reação o fez superar e traçar um plano genial e simples demais: mandou que todos os seus aliados e homens de livres pensamentos fossem se cadastrar no palácio como “cidadão aliado” ao Poder. O sucesso da operação foi tanta que a cada dia mais e mais cidadãos se aliava a rainha até chegar ao ponto de quase 80% da população recebia a “pensão vitalícia”. Não demorando muito e a Rainha se glorificando da sua capacidade de romper as fronteiras da oposição, se achando a soberana de tudo e de todos, deu-se por definitiva vitoriosa. Em um certo dia, em uma entrevista ao Jornal Oficial do País da Rainha Louca, o líder da oposição sem nenhum remoço ou temor, deu a seguinte entrevista:

“Não me contento com a minha situação como cidadão deste maravilhoso país e nem me deixarei por vencido! Sou capaz de lutar até as últimas consequências pela liberdade política e religiosa, e pelos bons costumes desta terra. Mas neste momento vejo-me sozinho e sem força e aliados para o combate. Sei que as futuras gerações romperão estes desmandos da “Rainha Louca” e seus compassas traidores da pátria! __Nisso o jornalista interrompe, surpreso faz uma pergunta: Não temas ser confesso contra a Rainha, o Poder totalitário e desleal? Digo assim, pois lhe confesso que não colocarei estas tuas palavras na coluna, pois será preso e condenado a perpétua. Caso não desapareça! ... __ Vendo a solidariedade do entrevistador do jornal e a sua preocupação com a sua vida, mesmo demostrando totalmente seguro e sem temer consequência, o responde sem perder a tranquilidade de um líder de oposição: __meu caro companheiro alguma vez na história desse país alguém pode se manter no Poder sem financiar “rios de riquezas da nação” aos seus aliados e sócios ocultos e corruptos? __É...., isso é antigo e precisa acabar...__Pois é meu caro companheiro, mas tem um preço definitivo pra isso? __Tem? __ Como dois e dois são quatro, basta entender o mecanismo: se eu preciso sustentar uma legião de aliados com recursos do “tesouro nacional” não bastará muito tempo para o dinheiro começar acabar, e sendo, todos vão pular do barco e dar o fora do grande desastre do Poder! Depois que a crise acabar, mesmo tentando enganar com falsas informações sobre a péssima saúde financeira do país, uma falência que o povo não entende, não vai demorar muito para o próprio povo sentir a grande loucura que foram vítimas dentro de um projeto falso embasados em uma ideologia falida e de natureza corrupta! Já viste algum aliado político ficar sem troca de favores e cifras? Nunca o Poder poderá permanecer para sempre, pois onde a mesa deixa de ser farta e o conforto perde para a miséria, os que fogem são os primeiros que engordaram!!! É por isso “camarada” que a verdade é sempre aliada da liberdade! Nada fica em pé sem raízes fortes e alimentadas pela honestidade e harmonia democrática...

   O jornalista saiu e foi direto para a redação do jornal e teve uma surpresa não agradável, relatada pelo o seu diretor: __A partir de hoje o nosso jornal será fechado e sucateado. O Governo vai vende-lo, pois as finanças vão mal e o Tesouro Nacional não tem mais reservas e vai calotear todos os credores. Assim para se manter e ver o que vai fazer é preciso arrecadar recursos. E para piorar, nem tem recursos para pagar tantas coisas como pessoas que recebem a “pensão vitalícia”, projetos inacabados e faraônicos, dívida externa e interna impagável, cargos de comissão, e só Deus sabe mais o que! E como não podemos falar, já sabe o que acontece, a corrupção de desvio de bilhões e bilhões da principal riqueza do país: A Estatal Fábrica de Extração do Óleo de Mamona uma das causas principais da decadência do país em todos os aspectos! ... Pode ir embora. Sim..., quanto a sua indenização será preciso esperar a crise passar depois da destituição da “Rainha Louca” ou entrar na fila dos precatórios que não tem mais fim...Caso queira outra coisa em troca eu aconselho não sonhar muito e tentar outro emprego fazendo qualquer coisa. Só tínhamos este jornal no país!

   Agora totalmente desiludido foi perambular pelas ruas do país em total caos. No meio de toda confusão apareceu o líder da revolução popular entregando panfletos com o seguinte anuncio: O REINADO ACABOU E OS NOSSOS SONHOS SERÃO RECUPERADOS!!!       


Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Tercio Monsores
Escrito por:
Tercio Monsores
Autor

Visão Geral do Livro

Você precisa estar logado para votar.

Publicado em 27 de Dezembro de 2014

Já foi baixado 220 vezes