Portal Escritores

Costurando Sonhos

El Niño gelou de emoção ao ver-me desfilando em carruagem ofuslaser, puxada por oito cavalos baios clonados em direção ao planeta Sonhos. Ia em missão divina, levar o meu projeto "Felicidade é Vida". Como a ocasião era sublime, caprichei no modelito rabo de peixe. O peito, ricamente bordado com lágrimas de prata do choro das crianças carentes. As alças, finíssimas, douradas, com os dedos inertes dos "anjinhos" das favelas. A saia, em quatro partes, de corte enviesado como a vida dos sem teto. No recorte central, foram aplicadas lindas folhagens de corrupção em tons degradês de hipocrisia, mesclados de sacanagens e falcatruas; na direita, riquíssimas páginas aplicadas com sabedoria popular - "Quem rouba dos pobres está em débito com os Céus, o castigo vem a caminho". Na parte esquerda, em alto relevo, risos, gozações, indiferenças com a miséria dos aposentados de salário mínimo; e na parte de trás, em tons de cinza-grafite esfumaçante, a Educação bailava quase imperceptível. Na proeminência do rabo de peixe, a Saúde, em tons de amarelo pútrefo, agonizava em ondas escarlates. O acabamento do modelito, feito com um software MICROSOFT de última geração, ficou impecável. Usei linha privatizada TELEBRAS. Com os cortes da Previdência, o caimento ficou perfeito. As costuras embutidas pela fome e o chuleado da miséria gobalizada, deram o toque final. 

Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Lucy Almeida
Escrito por:
Lucy Almeida
Escritora

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 26 de Janeiro de 2010

Já foi visto 922 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Prosa Poética


914
Leram
0
Vão ler