Tema Acessibilidade

Os vales sombrios de um inconsciente solitário

 

Tento não transparecer como realmente me sinto
Você parece nem se importa, deixa me de lado
Talvez seja apenas mais um pensamento triste
Mas, sinto como nunca senti antes
 
Os vales sombrios de um inconsciente solitário
Este lugar que me encontro jogado ao destino
Preso neste lugar grito, indago aos ventos
Indago por você, até que finalmente não tenho mais
Forças para gritar, então o brilho se apaga de meus olhos
 
Me vejo a beira da depressão, um precipício sem fim
Onde escutasse os gritos de quem já desistiu de tudo,
Me ajoelho perante ele, e novamente indago por você,
Lágrimas caem de meus olhos e sei que não deveriam
Até que finalmente me atiro em direção ao vazio.
 
Cada dia que passo, caio mais e mais
Meu corpo não tem mais forças,
Meus olhos não possuem lágrimas.
A cada pulsação grito com mais intensidade,
Então esqueço, desperto...
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados ao autor. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
0
1,8 K visualizações •
Denuncie conteúdo abusivo
Jefferson Gleidson ESCRITO POR Jefferson Gleidson Escritor
Maceió - AL

Membro desde Fevereiro de 2011

Comentários