Portal Escritores

Mulher (O Querer)

 

Mulher

Como quisera beber da tua fonte

Banhar-me na lubricidade do teu corpo

E ver-me, assim, feito um menino

No teu colo.

 

Pois, que um homem mesmo força

Às vezes necessita ser amparado

Mesmo tendo-te

Padece de insegurança.

 

Como quisera descobrir um só desejo

Nesses olhos buliçosos de menina

E dos silentes lábios

Mais que um beijo

Socorra as minhas dúvidas de criança.

 

Pois, que o destino que une

Às vezes, separa

E os olhos que vislumbram

Se turvam encharcados na lembraça.

 

Mulher

Como quisera ter-te com loucura

Desfrutar do teu corpo com doçura

E receber teu abraço na alegria.

 

Pois, que um homem às vezes é poeta

Mas, quando ama

É exaustão , é êxtase, é vida e poesia.

 

Emanuel Galvão (Livro Flor Atrevidas - Editora QuadriOffice/2007)

 

*Visite a nossa a nossa fan page no facebook: Click aqui!

Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Emanuel Galvão
Escrito por:
Emanuel Galvão
Escritor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 08 de Março de 2012

Atualizado em 02 de Julho de 2014

Já foi visto 824 vezes

Favorito de 1 leitor

Categoria Poesias


817
Leram
0
Vão ler

Tags

Favorito de 1 leitor
Textos Relacionados
Poema estático

Por AdrianoRockSilva

Vamos. Ficar. Felizes.

Por Luangelys De Paula

Garoto da turma

Por AdrianoRockSilva

MEU AMOR

Por Cícero Manoel

Textos do Mesmo Autor
Nívea Lágrima

Por Emanuel Galvão

Mar Sem Fim

Por Emanuel Galvão

Pele

Por Emanuel Galvão

Homem

Por Emanuel Galvão