Portal Escritores

EM PLENA SOLIDÂO

Saio das trevas da noite,

Como um vampiro num mundo a vagar;

Em busca de encontrar uma deusa

Para  minha sede poder saciar.

Rodeio por todos os lugares,

Mas, não vejo ninguém à vista;

Talvez já tenham medo

De serem a próxima vítima.

 Apego-me em meus sentimentos,

Voando pelos ares perdido;

Igual ao pássaro ferido de dor

Que vai voando sem acerto na vida.

Lamentando a sorte que não teve

Para acabar a solidão desse amor.

Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Ernande Bezerra
Escrito por:
Ernande Bezerra
Escritor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 03 de Abril de 2012

Já foi visto 834 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Poesias


831
Leram
0
Vão ler