Portal Escritores

Contradição

Eu sou quem sou

Eu finjo sentir

Tu pensas que sabes

Tu finges mentir

 

A verdade transborda

O brilho dos olhos incandesce

As palavras contradizem

Nem tudo é o que parece

 

Eu finjo que sou

Eu tento sentir

Tu pensas que fazes

Tu finges fugir

 

A fuga incomoda

A verdade aparece

O brilho dos olhos ofusca

A ação que se esquece.

Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Majal-San
Escrito por:
Majal-San
Escritor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 19 de Julho de 2012

Já foi visto 588 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Poesias


588
Leram
0
Vão ler

Textos do Mesmo Autor
Via

Por Majal-San

Epílogo

Por Majal-San

Words inside me

Por Majal-San

Forca sem força

Por Majal-San