Portal Escritores

UMA NOITE DE PRAZER

Lembro-me da noite de prazer,

Das paredes que testemunhavam nosso amor;

Das luzes apagadas do nosso quarto

Encobrindo-nos o silêncio do pudor.

Eram bonitos os teus olhos me encarando,

O teu corpo sedento de prazer;

A tua boca suspirando de desejo

Pedindo-me que eu amasse você.

Minhas mãos passeavam em teu corpo,

Cada toque você se retorcia;

Vibrava como uma pantera vadia

Pelas delicias dos movimentos, que eu fazia.

Depois de muito tempo parávamos,

Cansados pelos orgasmos derramados;

Deitamos no colo um do outro

Felizes pelo ato praticado.

 

 

Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Ernande Bezerra
Escrito por:
Ernande Bezerra
Escritor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 08 de Dezembro de 2012

Já foi visto 867 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Poesias


865
Leram
0
Vão ler