Vulnerável

Majal-San Majal-San 13 de Junho de 2013

 

Perdoe-me.

Agir dessa maneira

Pode aparentar inconformismo,

Esqueça o que ouvirá

Durante os próximos minutos:

 

Bateu-me de repente

Um bruto arrependimento.

Por que dirigir meus olhos

À intensidade do Sol?

Eu sabia que eram frágeis.

 

Por que imprudentemente

Mergulhei nas águas lastimáveis?

Era manhã de verão,

Profundidade contemplativa,

Eu nem sabia nadar!

 

Perdoe-me.

Calar dessa maneira

Pode aparentar conformismo,

Lembre-se o que eu não diria

Durante os próximos segundos:

 

Meu é esse Sol intenso,

Teus são os meus frágeis olhos,

Nossa é a profundidade do saber...

 

Copyright © 2013. Todos os direitos reservados ao user. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do user.
Denuncie conteúdo abusivo
Majal-San ESCRITO POR Majal-San Escritor
Maceió - AL

Membro desde Julho de 2012

Comentários

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login