Portal Escritores

Segredos de mim

ilustração / Internet

No íntimo da minha solidão
No seio dos meus desejos mais belos
Encontro sombras que passam
Com o girar do ponteiro do relógio
E o barulho do tic tac me incomoda os ouvidos
 
Estou sem palavras e preciso escrever um livro
Estou diante de um jardim que não tem nenhuma flor
Estou sem violão e com várias canções sem cifras
Estou à procura de quem faz meu coração bater mais forte
E não tenho mais coração para seguir o som de suas batidas
 
As minhas controvérsias gritam na minha mente
Minhas mentiras clamam pela verdade
Minha língua cala diante do medo
Que ronda o meu quarto como fantasma tenebroso
 
Só resta agora buscar o sono
E torcer que o sonho seja sem lágrimas
Que a noite passe e a aurora seja de esperança
De um dia novo dado de presente,
No instante em que a vida segue seu curso!
 
Autor: Anobelino Martins
Poema do livro Só amar em versos
Protegido por direitos autorais
 

Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Anobelino Martins
Escrito por:
Anobelino Martins
Escritor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 25 de Novembro de 2013

Atualizado em 22 de Fevereiro de 2014

Já foi visto 887 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Poesias


880
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos Relacionados
Viver como a criança

Por israel galdino

Por ti

Por Cleide Vanderley

Aspiração

Por Majal-San

Textos do Mesmo Autor
Estou...

Por Anobelino Martins

“Loucos” e “normais”

Por Anobelino Martins

Acordar

Por Anobelino Martins