Portal Escritores

Tardio pôr-do-sol em Maceió

Tardio pôr-do-sol em Maceió

 

 

Tardio pôr-do-sol em meu caminho e

Angustiante e desesperadamente caminho

E caminho na tentativa da sombra sem calor,

Da brisa que paira na orla gélida de minha cidade.

 

Maceió cantada em verso e prosa,

Te quero desinfecta e livre de quem te usurpa.

 

Tardio pôr-do-sol em meu caminho e

Loucamente suplico-te abrigo, querida amiga;

Cidade onde plantei meus sonhos e desventuras

 

Agruras, aflições e reflexões de um filho teu.

 

Tardio pôr-do-sol em meu caminho e

Ainda e sempre e mesmo com tua face marcada

Ainda sim, querida Maceió, estarei e permanecerei

Deitado em teus braços.

 

Penélope SS

7-6-14  22h:18  

Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
AdrianoRockSilva
Escrito por:
AdrianoRockSilva
Autor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 08 de Junho de 2014

Já foi visto 461 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Poesias


451
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos Relacionados
Soneto de um instante

Por Leonardo Jordão

Chamam-me Altas Montanhas

Por AdrianoRockSilva

Molhada de Suor e de Desejo

Por Emanuel Galvão

NOUTROS SÓIS

Por Juliana Cardoso

PRESOS

Por Lucélia Pontes

Textos do Mesmo Autor
MADRUGADA

Por AdrianoRockSilva

A NOITE

Por AdrianoRockSilva

BELEZA

Por AdrianoRockSilva

Quadrinha da chuva que cai

Por AdrianoRockSilva