Portal Escritores

Humanos1

Humanos

 

 

Olhares se cruzam e vidas se imbricam todos os dias

nas quentes ou frias ruas das cidades.

E os homens andam e correm para seus empregos

e para suas esposas como exatamente nos idos mais remotos.

E suam seus corpos e procriam e povoam o inchado planeta

e na medida do impossível buscam ser humanos.

Pernas e braços e mãos e abraços,

constantemente indo e vindo; e indo e vindo;

e dizendo “bom dia” sem ao menos saber o nome do interlocutor.

E os humanos tentam a todo custo ser mais humanos;

E as mulheres tentam educar seus filhos, exatamente como foram;

E os homens assinam papeis em branco.

E pagam suas contas.

E vão todos ao centro de compras, como no idos mais remotos.

E os poetas, insanos dos tempos modernos,

buscam e rebuscam explicação para a paranoia humana.

E buscam em vão, pois nem Freud explica a falta de calor entre os primatas de terno;

E buscam em vão, pois nem a medicina cura o desamor cotidiano.

Olhares se cruzam e vidas se laçam e enlaçam

E todos somos parte da imensa roda gigante

Ora embaixo, ora encima;

Ora rindo, ora lacrimejando.

Ser humano é acima de tudo andar em círculos.

Ser humano é ter labirintite cotidianamente.

 

Penélope SS

28-9-14    00h:02  

Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
AdrianoRockSilva
Escrito por:
AdrianoRockSilva
Autor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 03 de Outubro de 2014

Já foi visto 412 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Poesias


409
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos do Mesmo Autor
A flor

Por AdrianoRockSilva

Poeminha esfinge

Por AdrianoRockSilva

Teoria e prática

Por AdrianoRockSilva

súplica à musa dos poetas

Por AdrianoRockSilva

Reflexões

Por AdrianoRockSilva