Portal Escritores

Multidão

 

Passos divergentes,

Diversos pés,

Diferentes olhares,

Cabeças cabeludas,

Cabeças peladas,

Cabeças inteligentes,

Cabeças vazias...

E a minha cabeça tonta

Gira à tua procura.

Naquela multidão

Procuro o teu sorriso,

Os teus olhinhos,

E o movimento dos braços

Pra frente, pra trás,

São tantos braços...

Braços curtos,

Braços longos,

Braços negros,

Braços brancos,

Mas, eu quero apenas

Os teus braços quentes,

Mornos talvez...

 

        

Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Majal-San
Escrito por:
Majal-San
Escritor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 23 de Janeiro de 2015

Já foi visto 563 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Poesias


546
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos Relacionados
Meia década

Por Majal-San

Saudade do futuro

Por CATARINA

Mas, que maldade!

Por Majal-San

A Escola Da Fazenda

Por tonyramos

Tempo passado; tempo pássaro

Por Joana Valentina

Textos do Mesmo Autor
Hipócritas

Por Majal-San

Rest In Peace

Por Majal-San

Candura

Por Majal-San

Perseverante

Por Majal-San