SEDE INVISÍVEL, OU ABAIXO A METÁFORA!

Fábio dos Santos Fábio dos Santos 13 de Fevereiro de 2015

Não possua cartão de crédito,
sede invisível;
nem celular, se possível,
sede invisível;
desista do cadastro único,
evite os cartórios, não é impossível,
sede invisível;
destrua sua RG, CIC, CPF, CH, tudo que
ponha vós numa lista
em que olhares indefesos vos bisbilhotam,
sede, então invisível;
melhor é não ter sido ninguém, impossível,
o sistema jurídico-administrativo foi criado
para marcar-vos como que marca o gado,
tenta ser invisível como a noite
que ninguém precisa ver seu vestido negro para saber que anoiteceu;
o face, o goo, o yah e o twi, são coisas que grudam na carne 
como cola de sapateiro e como tal
é a pior droga para aqueles que zelam o tempo.
ser invisível, com tantos cadastros por aí,
videomonitorações, Receita, impostos, parece invisível,
tão invisível é ser como o imperialismo,
como a vida a crédito de bauman,
até que a intensa luz vos anuncie a todos.

(Fábio Poeta)

Attachment Image
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao user original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Denuncie conteúdo abusivo
Fábio dos Santos ESCRITO POR Fábio dos Santos Escritor
Maceió - AL

Membro desde Agosto de 2010

Comentários

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login