Portal Escritores

Confissão


 

 

Trago nos olhos a memória de sonhos

 
Que talvez não consiga realizá-los...
 
Mas que, sonhá-los, me mantêm viva!
 
Meu Deus, como pode alguém tão pequeno
 
Ter sonhos tão grandes?...
 

E como pode todos eles caberem num coração do tamanho da 

palma de uma mão,
 

fechada?
 

_Sonha, menina! A mão é para dar sorte, é para ter figa!
 

_Ai, DEUS, tu o sabes! Mas, esses sonhos somente meus não são! 

Não conseguiria plantá-los, aqui dentro, sozinha!




















Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Monique Munielle
Escrito por:
Monique Munielle
Escritora

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 03 de Junho de 2015

Já foi visto 609 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Poesias


604
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos Relacionados
A HISTÓRIA, ANTES, DO BIG BANG.

Por Luangelys De Paula

Sonho de Liberdade

Por Águia Dourada

Acredite

Por Cicero Domingos

Você mente

Por Antoniele Santos

Textos do Mesmo Autor
O poeta

Por Monique Munielle

Verso(n)s

Por Monique Munielle

Famigerada fome

Por Monique Munielle

Flor do Sertão

Por Monique Munielle

Guerra

Por Monique Munielle