9º Encontro dos Escritores
Portal Escritores

Amplamente EU


Amplamente EU

 

 

Minha poeira é minha casa.

Nela canso, descanso e me refaço

Clara e ampla, esguia e imperial

Firme, mantenho certo meu traço

Faço de minh’alma inquebrável aço.

 

Eu, assim, na iminência de tudo que venha

Mantendo armas apostos;

Olhos atentos e sentidos vivos.

 

Eu, assim, interligada com minha existência

Tão sóbria e onisciente.

Eu, mirando todas as possibilidades.

 

 

Penélope SS

1-6-15  23h:19

Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
AdrianoRockSilva
Escrito por:
AdrianoRockSilva
Autor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 13 de Junho de 2015

Já foi visto 626 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Poesias


623
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos Relacionados
Índio

Por Brenda Barreto

De pé

Por AdrianoRockSilva

Shakespeare - Cansado Do Mundo

Por Luangelys Di Paula

Treze

Por Ernani Viana Neto

Textos do Mesmo Autor
Singrar-te

Por AdrianoRockSilva

o sol e a chuva

Por AdrianoRockSilva

A Vós meu conselho

Por AdrianoRockSilva

Conjugação verbal

Por AdrianoRockSilva

Sê tu o meu saciar

Por AdrianoRockSilva