Portal Escritores

Saudosa Memória


O coração de quem não chora
Não sabe a dor que o outro sente.
Sabe, mas parece fingir não ver,
Olha, mas na verdade nem quer saber,
Se é vero ou o amor que mente.

A tristeza escondida no peito
Salta mais forte que a alegria,
Desaparece o sorriso que teve um dia,
E agora se encontra sem nostalgia,
Demasiadamente em seu leito.

Despeito eu se for o caso,
De ver e não ter lhe ao meu braço,
Se desponto o meu embaraço
Que já se encontra em teu traço,
Nas tuas curvas me refaço.

Mas se me encontro em falta,
A carência vem e ressalta,
Lembro-me dos teus olhos como a ribalta,
Que iluminou o meu palco,
Tua pele como talco,
Teu beijo que me exalta.

-Josyallenn Tavares
























Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
jjtavares
Escrito por:
jjtavares
Escritor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 12 de Agosto de 2015

Já foi visto 894 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Poesias


890
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos Relacionados
Não sou poeta

Por Patrícia Carla

ABENÇOADO SEJA!

Por Nilton Santos

Ilusões

Por Cleide Vanderley

Difícil

Por Isac Barbosa

Anotações Importantes

Por Emanuel Galvão