Tema Acessibilidade

Triste cômodo fechado I

• Atualizado

(SILVA- Ramon. 00h15min, 05 de Novembro de 2015).

Deprimente o estado em que se encontrava
Não se ouvia sequer sua respiração,
Tão distante. Frio, que ninguém o tocava,
Fraco, afogado numa pia de solidão ...
 
Inclinou-se perante a dor e a carência
Seu único sonho desmoronou de vez,
A virtude do sorriso perdeu a transparência,
O ardor da paixão sumiu numa escassez...
 
A prisão nunca liberta seu prisioneiro,
Não há escolha! Não há escapatória.
Solto em um castelo, escondido no banheiro...
 
Sobrevive das ilusões de sua memoria,
Habitando em um mundo estrangeiro,
Na lembrança o ser que mudou sua história...

 

Continua ...
Attachment Image
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
1
1 K visualizações •
Atualizado em
Denuncie conteúdo abusivo
Ramon Silva ESCRITO POR Ramon Silva Escritor
Coruripe - AL

Membro desde Setembro de 2014

Comentários


Outros textos de Ramon Silva

Poesias
Hemorragia
Não se trata de uma aula de primeiros socorros, apenas de uma doce lembrança esporádica da minha ultima visita ao fundo do poço.
Poesias
Efeito Bella
Essa é mais uma declaração de amor para meu último romance, a mulher que me fez enxergar o amor como eu nunca havia experimentado. Hoje te dedico todos os beijos que ainda não te dei.