Portal Escritores

Quem sou eu?

Estou na dúvida.

Algumas vezes

         o mestre

Outras vezes

      o incômodo

Algumas vezes

      o espelho - reflexo

Outras vezes

      o raso - insignificância

 

Estou na dúvida:

       o cacto, a geléia

       o gelo, a emoção

       o plano, o improviso

       o plano, o achatado

       o chato, o chato, o chato...

 

Mas, lá no fundo eu sou!

Eu sou algo, alguma coisa, alguém.

Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Majal San
Escrito por:
Majal San
Escritor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 27 de Fevereiro de 2016

Atualizado em 27 de Fevereiro de 2016

Já foi visto 439 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Poesias


439
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos Relacionados
Atávico

Por Majal-San

Hã?!

Por josue firmino

Levado

Por josue firmino

Tudo e nada

Por Majal-San

Amar tem limites

Por josue firmino

Textos do Mesmo Autor
Pez

Por Majal San