Portal Escritores

As Palavras

AS PALAVRAS

Chega de violentar a inocência das palavras

(mas é tão gostoso bebê-las e comê-las!)

Às vezes, arrependo-me do que digo

mas quem pode controlar o Nada?

a Estrutura sem estrutura?

quase sem sintagma?

Sem Estado é compreensível

que o indivíduo consiga controlar

qualquer estrutura que tenha estrutura

que tenha sintagmas

porque em tese fora ele que a construiu

a priori - a priori?

nesses tempos de tantos paradigmas

e irracionalismos?

mas quando não há nada ali

ou como gostaria de dizer:

qumadlã osn há dnad lia

quem pode controlar a palavras?

se penso que bem as palavras

"nada" dizem, eu ou o outro

é quem lhes dá o sentido

a conspiração desde a sua raiz e radical

por isso que por irracionalismo

é que no mundo político dos sintagmas

bocas se entorpecem comem e bebem

vomitam e gozam com ou sem prazer

ohmsmnahgdfetsis amsdbb snsbdvdva

msngdsbddg ksd dis sbdgdgsgsjss

mmjshdggssdvbs

ssbdddyeu ssssssssss!...

Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Fábio dos Santos
Escrito por:
Fábio dos Santos
Escritor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 29 de Outubro de 2016

Já foi visto 337 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Poesias


337
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos Relacionados
Universo em ti

Por AdrianoRockSilva

As pessoas e eu em quartilhas

Por Leonardo Jordão

Mulher (O Querer)

Por Emanuel Galvão

Soneto sequencial

Por Leonardo Jordão