Portal Escritores

AUTO DE NATAL

PASTORIL PRESÉPIO - AUTO DE NATAL
Programa para apresentação na confraternização natalina da APALA 2013.


PERSONAGENS:
03 Pastoras do cordão encarnado
03 Pastoras do cordão azul
01 Diana
01 Caçador
01 Anjo da Anunciação
03 Reis Magos – Belchior (velho de 70 anos); Baltazar (mouro, 40 anos, barba cerrada); Gaspar (moço, negro, 20 anos, robusto)
01 José
01 Maria
03 Pastores
02 cantores


CENÁRIO E ELEMENTOS DE CENA

Painel; 07 pandeiros das pastoras; Manjedoura; 01 facão do caçador; Estrela Guia; 03 oferendas dos Reis Magos – ouro, incenso, mirra; Animais: boi, ovelha, burrinho; 03 cajados dos pastores

FIGURINOS
07 vestidos das pastoras branco + avental encarnado, azul e encarnado e azul
07 chapéus adornados com fitas de cetim na cor do cordão
07 pares de sandálias brancas das pastoras
01 traje do anjo + asas + coroa
01 calça + camisa + chinelo + chapéu do caçador
03 trajes em cores diferentes dos Reis Magos + manto + torçal da cabeça
03 trajes dos pastores
01 traje de Maria
01 traje de José

ABERTURA

- PASTORAS DO ENCARNADO (entram cantando):
Por estes campos / Nesta jornada / Vamos apanhar as borboletas encarnadas } bis

- PASTORAS DO AZUL (entram cantando):
Por estes campos / Neste paul / Vamos apanhar as borboletas azuis } bis

- DIANA (entra cantando):
Por estes campos / Nesta campina / Só vejo cravo, bem-me-quer, rosa-menina } bis
(as patoras simulam apanhar as borboletas, ao ouvirem o caçador, param e sentam no chão)

– CAÇADOR (entra cantando):
Percorro / Com todo empenho / Estas brenhas / Tão escuras /
Quanto mais / Infeliz sou / Mais a saudade me totura / (canta e dança ) Porém /
Não me importa / Se não mato caça / Como me divirto / Nada me embaraça

– CAÇADOR (pára de cantar e fala para a platéia): É belo divertimento andar no mato caçando. É melhor que estar em casa em várias coisas pensando. Ando nos bosques floridos contemplando a natureza. Deito-me na sombra das árvores, no gozo de tanta beleza. (dirigindo-se às pastoras) Onde vão, belas pastoras? Tão cedo, ao romper do dia?

- PASTORAS (em coro): Vamos todas adorar o Santo Filho de Maria!

- CAÇADOR (surpreso): Que me dizes é verdade? São reais as profecias? De haver nascido em Belém, o prometido Messias?

- PASTORAS (em coro): Sim! É verdade. (apontando) Alí está cintilante, uma estrela radiante.

- CAÇADOR (olhando para a estrela): Sim. Alí está ela, com seu brilho diamante.

(entra no palco Maria com o Menino Deus nos braços, acompanhada de José e dos três pastores. Maria coloca o Menino Deus nas palhinhas, enquanto o Anjo canta)

- ANJO (entra pela porta central e canta anunciando, indo em direção ao palco): Glória! / Glória! / In excelsius deo! / Oh! Glória! / Que nasceu entre as palhinhas / Jesus Filho de Maria! / Que nasceu / Entre as palhinhas / Jesus Filho / Jesus Filho / De Maria.

- PASTORAS (levantam e cantam quando o anjo chegar ao palco): Vamos pastoras belas / Pastoras belas / Vamos todas já / Todas já / Vamos ver o Messias / Ver o Messias / Que nascido está / Nascido está (Pastoras se dispõem em um semi-círculo em torno do presépio, quando se ouve o canto dos Reis Magos)

- REIS MAGOS (entram pela porta central cantando): Somos os três Reis Magos / A caminho de Belém / É noite de Natal / Nasceu Jesus! Amém! / Trá lá lá / Trá lá lá / Trá lá lá lá lá lá lá lá / Trá lá lá / Trá lá lá / Trá lá lá lá lá lá lá lá
Numa manjedoura / Desce um raio de luz / Iluminando os olhos meigos de Jesus / Trá lá lá / Trá lá lá / Trá ...
Tudo é alegria / Tudo é paz / Tudo é esplendor / Porque nasceu Jesus o Nosso Salvador / Trá lá lá / Trá lá lá / Trá ...
(cada um dos Reis Magos se dirige ao Menino Deus para fazer a oferenda):
Belchior - Mestre, eu te ofereço ouro. Porque És O nosso Rei.
Baltazar – Mestre, eu te ofereço incenso. Porque És A nossa Fé, A nossa Espiritualidade.
Gaspar – Mestre, eu te ofereço mirra. Porque És O Martírio, A Imortalidade daqueles que creem em Ti.

- PASTORAS (cantam em louvor): Na manjedoura em Belém / Nasceu, nasceu Jesus / Para fazer-nos o Bem / Nasceu, nasceu Jesus } bis
As crianças da família APALA / Num alegre festival / Batem palmas / Batem palmas / Nesse festivo Natal / E de joelhos, agradecem / Em prece e amor infantil / Ó meu Bom Jesus / Que a todos conduz / Olhai as crianças do nosso Brasil.

- RODRIGO E LOURDINHA (como rito final, entram pela porta central cantando e solicitam às pessoas presentes que cantem também): Noite feliz! / Noite Feliz! / Oh! Senhor! Deus do Amor! / Pobrezinho nasceu em Belém! / Eis na lapa Jesus Nosso Bem! / Dorme em paz ó Jesus! / Dorme em paz ó Jesus!
Noite feliz! / Noite feliz! / Eis que no ar / Vêm cantar / Aos pastores os anjos nos céus / Anunciando a chegada de Deus / De Jesus Salvador / de Jesus Salvador!
Noite feliz! / Noite feliz / Oh! Senhor / Deus do Amor / Tão afável é o Teu coração / Que fizestes nascer nossos irmãos / E a nós todos salvar / E a nós todos salvar!
Encontro feliz! / Encontro feliz! / Vamos irmãos / Dar-mos as mãos / Pra renovar nossos laços de amor / Nessa labuta, que APALA é louvor / Para um convívio feliz / Com todo mundo feliz.

(se possível, formar um enorme círculo como forma de ABRAÇAR a todos que fazem a APALA, em confraternização)








































Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Lucy Almeida
Escrito por:
Lucy Almeida
Escritora

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 25 de Dezembro de 2016

Já foi visto 824 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Religiosas


824
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos do Mesmo Autor
Amizade

Por Lucy Almeida

Berço Cultural

Por Lucy Almeida

EU POR MIM

Por Lucy Almeida

Que susto!

Por Lucy Almeida