Portal Escritores

EU POR MIM

PERFORMANCE
EUPORMIM

TEMA: linguagem corporal

AUTORIA, criação de imagens visuais, linguagem corpóreogestual e texto: Lucy Almeida

MÚSICA: concerto pour une voix

DATA: 27/07/2006
Para apresentação na colação de grau do Curso Técnico Profissionalizante de Formação do Ator – UFAL

MATRIZES: linguagem corpóreogestual acompanhada pelos textos:
VOZ – PRECONCEITO – MULHER – SAPO – ÁGUIA – DIREITO

VOZ – começa em pé, de costas para o público, braços em estado de graça, vira lentamente em sentido horário, se coloca na posição básica de hipertensão (ombros levantados, tensos, ar de indignação), estende as mãos para frente, braços fechados, estende os braços para o lado direito como se pedindo, olha para a frente, implora, gira para a esquerda como se pedindo, faz rotação para o centro, eleva os braços, põe as mãos nos ouvidos, cabeça olhando para o céu, boca entreaberta, estira a mão direita para a frente e a esquerda para trás, põe as duas mãos paralelas acima do peito, eleva-as à altura da boca, ¨tira¨ a voz da boca, vai ¨puxando¨ rapidamente e fala ¨VOZ¨ com voz de peito olhando fixamente para o público.

PRECONCEITO – vai desfazendo o puxar a voz e bruscamente joga o rosto para a esquerda como se levasse uma bofetada, passa a mão suavemente pela face, olha o público com ar desolado, joga o rosto bruscamente para a direita como se levasse outra bofetada, ¨reage¨ empurrando para frente (lado direito), dá dois passos para trás como se fosse empurrado, vira-se para a esquerda e empurra também, dá um giro completo, olha para o chão, dá três chutes, pisoteia, olha para frente, dá um passo, bate a porta, fica de costas, braços cruzados nas costas, mãos espalmadas, olha para o céu e fala ¨PRECONCEITO¨ com voz robótica.

MULHER – ainda de costas, com as mãos cruzadas, com a mão direita apalpa a nádega esquerda, olha bruscamente pela lateral direita, ainda de costas, com a mão esquerda apalpa a nádega direita, olha bruscamente pelo lado esquerdo com ar de espanto, de costas, vai deslizando suavemente as mãos pela cintura, subindo, descendo, corpo contorcendo, dá um requebrado rápido para um lado, para o outro lado, respiração ofegante, joga a cabeça para trás, volta-se em rotação pela direita, eleva a perna direita até o joelho, faz gesto de ¨gueixa¨, desfaz lentamente, joga o peito para frente, ombros para trás, fala ¨MULHER¨ com voz sensual.

SAPO – vai desfazendo os ombros jogando-os para frente, estômago para dentro, ¨limpa¨ os braços com as mãos, dá três passos para trás quase pulos suaves, corre para o lado esquerdo, pára, com nojo tira ¨algo¨ do corpo, corre para o lado direito, pára, com nojo tira ¨algo¨ do corpo, vai para o centro, vai se agachando suavemente, pernas em arco, coluna encaixada, bacia colocada, mãos apoiadas nos joelhos, olhar fixo no público, bochechas cheias de ar, soprando, olhos arregalados, levanta e sobe lentamente três vezes, abre a boca e com as mãos faz gestos que vai ¨engolindo¨ e fala ¨SAPO¨, voz abafada, entalada na garganta.

ÁGUIA – vai desfazendo gestos de ¨engolir¨, ¨arranca¨ da coxa direita as ¨penas¨ do corpo, com muita dor arranca as ¨penas¨ da coxa esquerda, levanta lentamente com dificuldade, peso do corpo, gira a cabeça para o lado direito, bate com o bico na ¨pedra¨, gira a cabeça para o lado esquerdo, bate com o bico na ¨pedra¨, alonga o corpo, sente as forças renovadas, dá um giro completo para o lado esquerdo, dá um giro completo para o lado direito, joga a perna direita para trás, perna esquerda avança um pouco para frente, braços abertos em ¨voo¨ rasante, ombros levemnte puxados para cima, cabeça projetada para frente, solta um grunhido ¨cuác¨, fala ¨ÁGUIA¨ com voz do coração.

DIREITO – desfaz lentamente, toma posição do ¨pensador¨, levanta lentamente, vai para o lado direito, implora, vai para o lado esquerdo, implora, recua dois passos, dá três passos para frente, suplica, põe as mãos na cabeça, estende os braços para o alto, baixa-os bruscamente, cerra os punhos, bate no peito, estômago para fora, estende o braço direito para o céu, apontando ¨Deus¨ e grita ¨DIREITO¨, com voz de cabeça.




Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Lucy Almeida
Escrito por:
Lucy Almeida
Escritora

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 25 de Dezembro de 2016

Já foi visto 249 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Mensagens Reflexiva


249
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos do Mesmo Autor
ConJulgar...

Por Lucy Almeida

Amor doença

Por Lucy Almeida

Um consolo

Por Lucy Almeida