Vem aí novidades...
Portal Escritores

A SOLIDÃO DO FORASTEIRO

 Sinto-me solitário em meio à multidão, um estranho no ninho. Pessoas vêm e vão felizes com suas vidas, ou pelo menos demonstram, e eu como de costume as observo minuciosamente. A solidão, monstruosa em meu viver, faz-me estar em um penar que cá entre nós dá dó.

Poderia deblaterar com essa solidão que tornou-se minha parceira constante, amiga de toda hora, parceira nas mais frias noites. A cada amanhecer cá estamos nós, juntos como feijão e arroz. 

Choro quase todos os dias feito criança que fora tirado o doce de sua mão. Mas essa foi a vida que escolhi, do que tenho eu a reclamar ? Então paro e penso comigo mesmo: "Sou um forasteiro, e por isso, evidentemente escolhe a solidão como fiel esposa".

Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Ewerton Santos
Escrito por:
Ewerton Santos
Escritor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 09 de Janeiro de 2017

Já foi visto 151 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Contos


151
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos Relacionados
Cabelos

Por Claudenor de Albuquerque

Devorando Uma Diva Todo Dia

Por Claudenor de Albuquerque

Para dizer te amo

Por Djigaoba

SEGUNDA FEIRA...(acróstico)

Por DYVALENTIM(DIVACY LEMOS)

QUARTO BRANCO - O Livro Proibido

Por Luangelys Di Paula