Portal Escritores

O que você não sabe sobre a Fibromialgia.

Sei que na sua cabeça veio o conceito,

E nem é uma doença, é uma síndrome.

Tem médicos explicando, tentando fazer você entender a fisiologia, a patologia, o prognostico.

É algo tão debilitante e você não pode se aposentar por tê-la.

Injusto né!

Não.

Injusto é você deixar de ser você.

É perder suas principais características.

É ter dor antes mesmo de se mexer e abrir os olhos para um novo dia.

É fazer uma lista dos afazeres do dia e nem poder iniciar os afazeres.

É ver a sujeira se acumular em sua casa, e descobrir que finalmente ela ganhou de você e o espaço lhe pertence.

É ter que suportar a falsa compreensão de quem te ajuda sempre achando que você pode se esforçar mais.

É sentir vontade de morrer e não ter energia para fazer nada a respeito.

Por falar em respeito, ninguém te respeita, sentem dó.

Dó é uma nota musical que me lembra que não posso mais tocar um instrumento musical.

Sabe o bordado, crochê, tricô e a pintura para fazer na melhor idade. Arrancados de sua lista.

Mas, você pode melhorar com fisioterapia.

Como se cada movimento não viesse com dor.

 Mesmo os assistidos.

Você precisa ter animo!

Ops! Ninguém lembra que a depressão rouba a vida limitada que te resta.

Nem você mesmo se dá conta que é deprimido, porque alguém já te convenceu que você não é esforçado, nem otimista, nem resignado.

Às vezes você olha no espelho e a pessoa do reflexo ri de você.

Ri da sua patética tentativa de sorrir.

De tentar arrumar o que não tem jeito.

Mas a vida te deu um novo dia.

Que começa no segundo horário.

Com você lutando para reagir no fim da tarde e torcendo para algum dos medicamentos te aliviar o suficiente para fazer qualquer coisa de útil.

Depois de fazer um esforço sobre humano para realizar seu autocuidado

A noite vem e você agradece a Deus por ter vencido um dia.

E não se preocupe, a ansiedade e a insônia vão te manter desperto durante horas e você vai refletir bem sobre sua não vida.

Ah! Você é portador, você sabe sua parte.

E muitas vezes é a única coisa que você sabe.

Porque na tua dor não sobra muito para empatia.

Mas tenha animo

É uma síndrome, não uma doença.

Se esforce.

Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Cida Lima
Escrito por:
Cida Lima
Escritora

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 12 de Fevereiro de 2018

Já foi visto 252 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Crônicas


252
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos Relacionados
A ignorância do povo

Por Ramon Silva

Paixão efêmera

Por Ramon Silva

Sentimentos

Por Paulo Roch'S

EU FICO

Por Letícia Pontes

Pensamentos

Por Josivaldo Teixeira

Textos do Mesmo Autor
Leitores e Livros

Por Cida Lima

Pelos Poros

Por Cida Lima

FELICIDADES

Por Cida Lima