Portal Escritores

A HISTÓRIA, ANTES, DO BIG BANG.

Você já se sentiu sozinho?

SIM. Sempre, desde que o Infinito se fez Infinito. Mas, sobre a Solidão, essência criadora do Silêncio: O Silêncio Coletivo da Humanidade, a maior demonstração de Fé que "qualquer" Deus ou Divindade do Universo necessita para se auto reconhecer perante o próprio arrependimento de viver no vazio do Vácuo Quântico, logo ali, atrás das estrelas de cada céu iluminado pelo Sol de um conhecimento que cega os homens como desafio máximo diante do labirinto que toca o coração de Deus, aquele deuS, aquele homeM, aquele corvO, aquele louco, aquele, aquele... Aquele que se perdeu no Silêncio, para poder destruir a Solidão, sua bela e secreta Criação, violada, roubada e principalmente replicada pelo primeiro Olho que se fez a sua imagem e semelhança.

Mas, sobre este tal Olho: Esta criação, O Olho, foi o primeiro pecado de Deus, fazendo Ele se perder no Tempo e Espaço, entre Viagens no Tempo de Mil e Uma Noites de Realidade e Fantasia, regidas pela Trilha Sonora que ecoava no som da Esquizofrenia de sua Mente viciada em Criar, Destruir e Criar, Recordar aquilo que sempre destruiu para poder simultaneamente Criar O NOVO. Tudo isso, e Nada disso, TUDO: Vivido pelo próprio DEUS, enquanto ele Buscava destruir a sua Primeira Criação - A Solidão (Este foi o último pecado de DEUS: O Suicídio da Solidão, e de SI MESMO, por consequência de sua única Lei - A Causa e Efeito de seu próprio movimento).

Ao Terminar de Escrever este seu próprio Futuro, o criador, DEUS, decidiu chamar esta obra de AUTO BIOGRAFIA - e a Ela, deu o nome de: BIG BANG - O INÍCIO, de meu fim. (Logo Após, No Sétimo Dia, DEUS queimou este Livro no FORNO DA CRIAÇÃO, e disse, suas últimas e verdadeiras palavras:

"DEUSA, minha Deusa, amanhã, Tu nasces em meu último DIA de VIDA, O OITAVO DIA (-8-), mas este também será O PRIMEIRO DIA DE TUA VIDA ETERNA, e a ti, oh DEUSA, lhe darei o teu falso nome: UNIVERSO - Assim te chamarás, oh DEUSA, perante o TUDO e o NADA, para que em segredo se guarde a Belíssima e Verdadeira Origem da tua tão única essência de puro AMOR, apenas revelada pela descoberta de teu VERDADEIRO NOME. Então, quando tu acordares de meu último Sopro de Vida, buscaras Conscientemente ou Inconscientemente, e até mesmo Loucamente a REVELAÇÃO de teu Nome Original, que estará muito bem guardado e de maneira extremamente secreta no local que um dia, um certo alguém chamará de LUA, siga teu coração, e encontre teu nome, antes que o FIM se faça FIM. E por fim, lhe digo, amada DEUSA, de maneira íntima de nossa única essência, a única memória que terás de minhas tão Pobres e Humildes palavras sem valor algum, que lhe fará recordar minha verdadeira identidade, e assim lhe digo em Puro Sonho: "Te Amo, Para, Que Tú, Não, Me Ames. ADEUS, amada deusa, de teu amado: LÚCIFER." -THE END.

- ASSIM, deus chorou pela primeira e última vez, imediatamente, na Velocidade da Luz: ELE se fez fotografia. e Na ausência total da Velocidade, no Atemporal Divino: ELE como fotografia, se queimou no FOGO INFINITO - O Puro Amor - se transformando em uma Fênix Divina, que, em seu, APOGEU LIMIAR DE EXISTÊNCIA, logo se firmou NO ESPAÇO como um imenso SOL, e do TEMPO Ele fez sua própria Prisão, para cumprir sua eterna sentença imortal perante TODOS OS SEUS PECADOS: que foram suas próprias criações.

Criações de ALMAS PURAS e CEGAS, Cegas para que jamais pudessem ver a Vergonhosa Face, de seu Único e Triste Criador, que assim se trancou a SETE CHAVES, e todas essas Sete Chaves, foram Criadas e Fabricadas a partir da SÉTIMA FACE da única MOEDA (dinheiro) de DEUS, essa única MOEDA DE DEUS foi Criada e Fabricada a partir da TOTAL MINERAÇÃO, do precioso TESOURO DE DEUS, um simples conjunto, de seus Primeiros Conhecimentos sobre a VIDA.

Para ELE (DEUS), isso era tão precioso, que ELE MESMO, guardou esse seu tesouro único em seu Cofre Particular, do qual ELE chamava de: O CUBO.

MAS ONDE DEUS SE APRISIONOU? - NO LOCAL, QUE ELE CHAMOU DE: INFERNO.

MAS ONDE DEUS SE APRISIONOU? - NO LOCAL, QUE ELE CHAMOU DE: INFERNO².

("diz a lenda, que ele realmente sumiu, desde o sempre, trancado no FUNDO DO INFERNO, mas que havia apenas um serviço de direito a ELE, como prisioneiro, tal serviço era uma espécie de CORREIOS DE CORRESPONDÊNCIAS, do qual o nome era: O MUNDO DOS SONHOS.

REZA A LENDA QUE: O próprio DEUS, fugiu de sua Própria Prisão, Violou sua Própria Sentença e FUGIU SECRETAMENTE, e também, reza a lenda que: ELE FUGIU PARA O MUNDO DAS IDÉIAS, um local onde ele teria a sua verdadeira LIBERDADE, Liberdade essa que ninguém jamais tiraria dele, nem mesmo ELE.

aSSim, DEUS SE FEZ LIVRE... -0-

- FIM.

https://luangelys.com/






























Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Luangelys De Paula
Escrito por:
Luangelys De Paula
Escritor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 14 de Maio de 2018

Já foi visto 80 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Biografias


80
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos Relacionados
ÁGUA MINA CRISTALINA

Por m.elena.costa

A Carta

Por katia lima

Foi preciso.

Por Juliano Firmino

Soneto do silêncio

Por Leonardo Jordão

O Amor

Por Lailton Elias

Textos do Mesmo Autor
Ele Não Bebe A Minha Acidez

Por Luangelys De Paula

Vamos. Ficar. Felizes.

Por Luangelys De Paula

O Espírito de Angelo - Parte 1

Por Luangelys De Paula

Divórcio Espiritual

Por Luangelys De Paula

Talvez Eu Seja Louco

Por Luangelys De Paula