Portal Escritores

Extremos

 

 

Ao teu lado,

o menino surge – tímido.

Ausente,

a pétala cai – murcha.

Ao teu lado,

o sorriso é pleno – aberto.

Ausente,

a lágrima resvala – triste.

Ao teu lado,

a Poesia vigora – insiste.

Distante,

a Poesia resiste – implora.

 

Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Majal-San
Escrito por:
Majal-San
Escritor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 26 de Julho de 2018

Já foi visto 181 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Poesias


181
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos Relacionados
Saudade

Por Claudenor de Albuquerque

.

Por Magno Santiago

Saudade à Pagar

Por Almyr Rodrigues

DesSAUDADES

Por Zé de Quinô

Textos do Mesmo Autor
Concreto

Por Majal-San

Sentido

Por Majal-San

Ineficácia

Por Majal-San

Epílogo

Por Majal-San

Bem ali

Por Majal-San