Portal Escritores

Movimento Urbano

Eles não me escutam

Mas falam sobre meus gritos

Eles não me enxergam

Mas sabem a cor do meu vestido

Eles não recebem

E por isso não pagam a ninguém

Eles não me notam

Mas não deixam de anotar minhas faltas

E eu, tudo que sou, em grande reuniões

um deles.

Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Virgínia Tavares
Escrito por:
Virgínia Tavares
Autora

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 29 de Agosto de 2018

Já foi visto 194 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Pensamentos


194
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos Relacionados
Solidão

Por Helena Andrade

Soneto deitado no chão frio

Por Leonardo Jordão

Esconderijo vermelho

Por AdrianoRockSilva

Meus sapatos

Por AdrianoRockSilva

PLANEJAMENTO (cordel)

Por Cristovão Augusto

Textos do Mesmo Autor
Gaiolas

Por Virgínia Tavares

Inter-tempo

Por Virgínia Tavares

O tempo

Por Virgínia Tavares

ANTES DE CANTAR

Por Virgínia Tavares