Portal Escritores

BIOGRAFIA DO PREFEITO JÚLIO SORIANO BOMFIM

 

Júlio Soriano Bomfim, nasceu na cidade do Roteiro, estado de Alagoas, no dia 16 de dezembro de 1922, filho de João Soriano Bomfim e dona América Maria Bomfim.
Casou-se com Ivone de Sá Bomfim, o casal estiveram os seguintes filhos: Rosa Virgínia Bomfim Vanderlei, Rosângela de Sá Bomfim Lima, Maria Ivone Bomfim Correia, Ângela Maria de Sá Bomfim, Júlio Soriano Bomfim Filho, João de Sá Bomfim, Angelo Mário de Sá Bomfim e Otacílio de Sá Bomfim, o casal residia na Rua Costa Barros, mas conhecida como Rua da Câmara.
Fazendeiro, político, desportista e comerciante, Júlio Soriano Bonfim era uma pessoa alegre, jovial, carismático e que tinha uma grande facilidade de fazer amizade com qualquer cidadão ou cidadã, não só do município como de outras cidades.
O mesmo era dono da Fazenda Retiro, onde antigamente funcionava o complexo industrial do engenho do mesmo nome, que na época pertencia ao seu pai. Também foi proprietário de um posto de gasolina, que ficava localizado na saída da cidade.
Júlio Soriano Bomfim foi um dos representantes atuantes da Associação dos Plantadores de Cana de Alagoas - ASPLANA, por sinal assumiu por diversas vezes a presidência da instituição e era sócio também da Companhia de Melhoramento do Vale do Rio São Miguel, atual Usina Caeté.
Fundou no município um time de futebol, o Centenário, que na época disputava o campeanato matuto de Alagoas, foi diretor do Clube de Regatas Brasil - CRB. Por amor ao esporte, construiu nas suas próprias terras um campo de futebol, próximo às margens do Rio São Miguel, para que os jovens da cidade praticassem o seu esporte como também era a casa oficial do Esporte Clube Centenário.
Em 1950, foi eleito Vereador na gestão do Prefeito Pedro Fernandes da Costa, inclusive neste período assumiu o cargo de presidente da Câmara Municipal e em 1969, foi eleito Prefeito do município, tendo como seu Vice Eliseu Marques de Lima. Na sua gestão criou os símbolos cívicos do município, o Hino, a Bandeira e o Brasão.
Na história ele ficou imortalizado como o Prefeito da Educação, pelo fato dele ter contribuído muito para o desenvolvimento e para o crescimento dessa pasta tão importante dentro do contexto educacional do município.
Com certeza Júlio Soriano Bomfim, não morreu, seu nome está presente nos corações dos miguelenses.
O mesmo faleceu no dia 11 de Julho de 2000 e seu corpo está sepultado no cemitério local.

( Escrito por Ernande Bezerra de Moura )










Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login