Portal Escritores

SEQUÊNCIA/UNIDADE DIDÁTICA DE ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA E MATERIAL DIDÁTICO

 

MARIA ALICE DOS SANTOS

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SEQUÊNCIA/UNIDADE DIDÁTICA DE ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA E MATERIAL DIDÁTICO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

RECIFE

2016

MARIA ALICE DOS SANTOS

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SEQUÊNCIA/UNIDADE DIDÁTICA DE ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA E MATERIAL DIDÁTICO

 

 

 

 

Trabalho de conclusão de disciplina do curso do mestrado profissional em Letras, solicitado pela professora Drª. Beth Marcuschi, para obtenção de créditos na disciplina Aspectos sociocognitivos e metacognitivos da leitura e escrita.

 

 

 

 

 

RECIFE

2016

SEQUÊNCIA/UNIDADE DIDÁTICA DE ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA E MATERIAL DIDÁTICO

 

Maria Alice dos Santos

INTRODUÇÃO

 

Este trabalho explora materiais didáticos utilizados por professores da rede pública municipalde Alagoas na tentativa de mostrar como é o desenvolvimento da sequência didática do ensino fundamental nos eixo da leitura e da escrita.

Nos relatos podemos observar que as práticas pedagógicas ainda são baseada na normatividade e tradicionalidade, mesmo tendo materiais que são bem avaliados pelo PNLD(Programa Nacional Livro Didático), PNBE(programa nacional da Biblioteca na Escola).

À luz da teoria da leitura de Kleiman(2013) e na escrita Abaurre(2012), por isso, este trabalho compreende que a leitura precisa ser ensinada de forma significativa levando ao aluno desenvolver a proficiência leitora. Já que o letramento é o resultado de ensinar e aprender as práticas sociais de leitura e escrita.

 

 

 

 

 

 

 

 

PERFIL DOS PROFESSORES

 

            Os professores entrevistados para a análise deste trabalho são do interior de Alagoas e lecionam na Rede Pública municipal, os quais serão apresentados como P1 e P2 (em que P significa professor).

            P1 formou-se em Letras/inglês, em 2000, na Famasul - e leciona há 17 anos -e possui pós-graduação. Ela ensina na escola onde foi feita a entrevista desde 2012, e é efetiva do município. A atividade relatada por ela foi aplicada no 7º ano, na primeira unidade de 2015, precisamente no turno vespertino.

A professora revela preocupação em ensinar a leitura e a escrita. Quando solicitada a entrevista logo, trabalhou a produção o gênero fabula e produção de carta de reclamação.

P2 é formada em pedagogia pela UFAL-UAB, em 2004, leciona há 8 anos e é pós-graduada em “Mídias em educação” também pela Ufal. Ela ensina na escola, onde foi feita a entrevista, desde 2005 e é efetiva do município. A atividade relatada por ela foi aplicada no 9º ano, na primeira unidade de 2015, precisamente no turno vespertino.

Diferentemente de P1, P2 revela uma preocupação com o trabalho com gêneros textuais, embora ainda não disponha de embasamento teórico que a possibilite trabalhar com eles conforme as orientações dos estudos linguísticos atuais.

Sendo o livro didático o material pedagógico mais utilizado na escola, que está disponível para todos os alunos, ambas as professoras afirmaram que às vezes procuram artigos na internet, tiram xérox de livros, revistas ou jornais ou digitam e os levam para trabalhar em sala de aula.  Mas que o livro é o mais explorado.

 

 

 

 

 

DESCRIÇÃO/ MAPEAMENTO E ANÁLISE DAS ATIVIDADES E DOS MATERIAIS DIDÁTICOS

 

P1 abordou a leitura e produção de carta de reclamação ou solicitação num total de 5 aulas como segue:

AULA

ATIVIDADE

MATERIAL DIDÁTICO UTILIZADO

01

Leitura e compreensão da coletânea de texto do páginas116,117,118.(Vê anexo)

Livro didático: Singular Plural:Leitura, produção e estudos de linguagem.(PNLD201)7ºano

02

Trabalhou o gênero noticia

Livro didático: Singular Plural:Leitura, produção e estudos de linguagem.(PNLD2012)7ºano

03

 Seção: Conhecendo o gênero: carta de solicitação e de reclamação. (Vê anexo)

Livro didático: Singular Plural:Leitura, produção e estudos de linguagem.(PNLD2012)7ºano

04

 Secção: reclamar ou solicitar, eis a questão/argumentação em carta de reclamação e de solicitação.(Vê anexo)

Livro didático: Singular Plural:Leitura, produção e estudos de linguagem.(PNLD2012)7ºano

05

Produzindo a carta de solicitação(vê anexo)

Livro didático: Singular Plural:Leitura, produção e estudos de linguagem.(PNLD2012 7ºano

 

ANÁLISE DOS DADOS

 

 

Como podemos observar P1 utiliza o livro didático nessa sequência como uma “bíblia” o que compromete a ampliação do horizonte da sala aula, pois a mesma não deve ser uma “ilha”, e sim está aberta as mudanças e inovações do ensino-aprendizagem, bem como acompanhar as teorias vigentes.

Ambas as atividades leitura e produção exige do docente planejamento prévio buscando facilitar o ensino das mesmas. Pois, percebe-se que a professora por aplicar as atividades, exclusivas do livro didático, acredita que está desenvolvendo as práticas de letramentos e levando-os a desenvolver a competênciassociocognitivos dos educandos.

Mas na verdade como afirma Kleiman(2012:23) que prática desmotivadoras podem trazer consequências nefastas que provem de concepções erradassobre a natureza do texto e da leitura, por tanto da linguagem.

Tais práticas são sustentadas por um entendimento limitado e incoerente do que seja ensinar, português, entendimento este tradicional e legitimado tanto dentro como fora da escola contribuindo para perpetuação do fracasso no ensino da leitura e escrita.

 

P2, assim com P1,abordou a leitura e produção artigo de opiniãonum total de 5 aulas como segue:

AULA

ATIVIDADE

MATERIAL DIDÁTICO UTILIZADO

01

Iniciou com o uma discussão oral sugerida pelo livro. (pág.17)

Trabalhou o texto: adolescentes engravidar para segurar os parceiros. (pág.17-18-19)

Livro didático: Singular Plural:Leitura, produção e estudos de linguagem.(PNLD2012)9ºano

02

Apresentou o gênero artigo de opinião. Título: Proibir publicidade resolve os problemas?Folha de São Paulo,21 jun.2011.

Livro didático: Singular Plural:Leitura, produção e estudos de linguagem.(PNLD2012)9ºano

03

Trabalhou a distinção de opinião e argumento através do texto: grávidas no contrafluxo.(pág. 26,27)

Livro didático: Singular Plural:Leitura, produção e estudos de linguagem.(PNLD2012)9ºano

04

Tipos de argumento (pág.29,30)

 

Llivro didático: Singular Plural:Leitura, produção e estudos de linguagem. (PNLD201) 9ºano

05

Produção do artigo de opinião seguindo o roteiro do livro. E as produções fora avaliadas pela ficha de avaliação. (Página 31).

Livro didático: Singular Plural:Leitura, produção e estudos de linguagem. (PNLD201) 9ºano

 

ANÁLISE DOS DADOS

 

Assim como P1, P2 tem como principal instrumento pedagógico o livro didático. Já que os mesmos encontram-se disponíveis na escola. Segundo Luiza & Bernadete M.Abaurre (2012) uma das condições necessárias – talvez a mais importante! - para que o professor possa assumir competência, seu papel de mediador entre o conhecimento que ele deverá construir sobre leitura/escrita é a de que ele seja um leitor.

Como podemos observar que a falta de diversidade de materiais em sala denunciam que P2 não vivencia a aventura da intertextualidade fazendo da sala de aula m celeiro de conhecimento e promoção da leitura.

Ainda, durante a entrevista percebemos que P2 realiza as atividades sem realizar uma análise prévia. Pois, utilização desta sequência de páginas do livro sem lançar um olhar crítico sobre o mesmo torna o fazer pedagógico mecanizado e pouco significativo.

Assim, a proposta de produção seja mais que uma tarefa escolar, e sim deve envolver a situação criada e considerem importante sobre aquela questão. Nesse sentido deve ser considerado é o perfil do aluno e seus principais temas de interesse. O tema trabalhado por P2 é um tema que interessa/ou pode interessar aos adolescentesnão foi sugerido por eles. Mas foi, segundoP2, foi bem aceito e houve uma participação significativa.

Já, a produção textual,embora tenha respeitado as etapas planejamento, escrita, e reescrita realizada pelo P2, através da ficha de leitura do próprio livro didático, não é o suficiente pois, o propósito de correção de textos deve ser, sempre, orientar o aluno sobre o que fazer para melhorar sua produção escrita em função das características à associadas à situação de produção: finalidade,perfil de leitor,contexto de circulação, estrutura do gênero discurso, grau de formalidade da linguagem.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CONSIDERAÇÕES FINAIS

 

A partir da pesquisa realizada percebemos que o ensino ainda está pautado na tradicionalidade, ou seja, com pouco uso de diversidade de materiais que poderiam enriquecer o fazer pedagógico em sala de aula.

Dessa forma, constatamos que a falta de embasamento teórico favorece esta centralidade do ensino, no caso das professoras analisadas, em ter o livro didático com “gestor” de suas aulas. Além de realizar isto de uma maneira mecanizada sem reflexões e sem olhar para o aluno que é o foco do ensino aprendizagem.

Ainda, é importante ressaltar que o livro didático é um material riquíssimo, porém o ensino-aprendizagemdeve estar aberta para outros recursos tornando-a significativa e continuada. Já que ao focar apenas em um material didático o professor limita olhar do aluno e consequentemente sua aprendizagem.

            Portanto, é necessária uma mudança no fazer e pensar pedagógico do professor para que o ensino possa ser significativo e eficaz na vida do educando constituído de práticas que favoreçam o seu desenvolvimento sociocognitivo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

REFERÊNCIAS

ABAURRE, Maria Luiza & MariaBernadete Maria Abaurre. Um olhar objetivo para produções escritas: analisar, avaliar, comentar.1ªed.São Paulo: Moderna, 2012.

ANTUNES, I. Aula de português. Encontro e interação. São Paulo: Parábola, 2003.

 

BAGNO, M. Preconceito linguístico. São Paulo: Ed. Loyola, 1999.

 

  1. Língua materna: letramento, variação e ensino.São Paulo: Parábola Editorial, 2002.

 

BAKHTIN, L. K. Estética da Criação Verbal. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

 

  1. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. 7ª ed. São Paulo: Hucitec, 1995.

 

  1. Parâmetros curriculares nacionais: introdução aos parâmetros curriculares nacionais /Secretaria de Educação Fundamental. – Brasília: MEC/SEF, 1997.

 

FÁVERO, Leonor Lopes; KOCH, Ingedore Villaça. Linguística textual: introdução. São Paulo: Cortez, 1988.

 

GERALDI, João Wanderley. O texto na sala de aula. São Paulo: Anglo, 2012.

 

MARCUSCHI, L. A. (1996). Compreensão ou copiação? A propósito dos exercícios de leitura nos manuais de ensino de língua. Em Aberto. INEP. 69 (1996): 64-82, Brasília.

 

 

SACONNI, Luiz Antonio. Nossa Gramática - teoria e prática. São Paulo: Ed. Atual, 2004.

 

SCHERRE, M. M. P. Doa-se lindos filhotes de poodle: variação linguística. Mídia e preconceito. São Paulo: Parábola Editorial, 2005.

 

 

 

Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Maria Alice Santos
Escrito por:
Maria Alice Santos
Escritor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 21 de Julho de 2019

Já foi visto 23 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Trab. Academicos


23
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos do Mesmo Autor
O Brasil de cabeça para baixo

Por Maria Alice Santos

INFÂNCIA

Por Maria Alice Santos

julgamentos alheios

Por Maria Alice Santos