Tema Acessibilidade

A HISTÓRIA DO ANTIGO SOBRADO DOS PORTUGUESES, SÃO MIGUEL DOS CAMPOS - AL.

• Atualizado

 

Sobrado construído no início do século XIX, pertencente a um casal de lusitano, conhecido pelo pseudônimo de Mestre Lucas e Maria Portuguesa.

Ambos vieram aindas crianças para o Brasil e na fase de adolescência se  conheceram no estado de São Paulo e se casaram.
Anos depois, o determinado casal de portugueses vieram tentar a sorte no estado de Alagoas, obviamente na cidade de São Miguel dos Campos, onde se instalaram.

Meses depois, seu Lucas foi designado para trabalhar como Mestre de Tecelagem na Companhia Miguelense de Fiação e Tecidos São Miguel, também conhecida de Fábrica de Sebastião Ferreira, de propriedade do industrial Bernardo Lopes,na década de trinta.
O mesmo residia com a esposa neste luxouso solar, comprado a um conterrâneo seu, que tinha característica de uma obra portuguesa, no estilo eclético e neoclássico, com salas amplas, pisos revestidos de mosaicos e madeiras e fachada decorada com azulejos, e vasos de porcelana trazidos da Europa.
Também moravam no sobrado os filhos do casal: Lúcia, Zilda, Alzira, Irene, Lucas, Nelson e Antônio.

Por infelicidade do destino, Mestre Lucas separou-se da sua esposa, apaixonado por sua empregada, onde foi morar com ela, deixando a esposa com os sete filhos morando no prédio. 
Antes de dona Maria Portuguesa falecer, a família vendeu o sobrado para o Sr. Edgar Gomes, que instalou no local uma loja de material esportivo e variedades, além de exercer também a sua profissão de Alfaiate, que durou até o início dos anos dois mil.
Na parte baixa do prédio, além da loja, funcionava também diversos compartimentos comerciais, tais como: Consultório Odontológico, Escritório de Advocacia, Curso Temporário de Datilografia, Curso Preparatório para Concurso Público e para o Vestibular e uma Xérox de Chaves e Carimbos. E na parte alta, o espaço era cedido para os ensaios de grupos musicais e teatrais, às vezes, ele servia de hospedaria para algumas pessoas carentes da cidade e na frente do prédio a banca de relógio do seu Cícero.
Infelizmente pela falta de manutenção e preservação adequada para o prédio tão antigo, aconteceu o inevitável, a sua deterioração pelo tempo.
Por esta razão o referido sobrado foi demolido, autorizado pelo próprio proprietário, aproximadamente em 2009, deixando mais pobre o patrimônio arquitetônico da cidade de São Miguel dos Campos.

( Texto escrito por Ernande Bezerra de Moura )

0
±1000 visualizações •
Atualizado em
Denuncie conteúdo abusivo
Ernande Bezerra ESCRITO POR Ernande Bezerra Escritor
São Miguel dos Campos - AL

Membro desde Junho de 2011

Comentários