Tema Acessibilidade

VENENOSA

• Atualizado

Quem te vê jamais imagina o que verdadeiramente

Tu escondes por traz desses olhos,

O quão tão sombrios são teus pensamentos

Tuas vontades e teus desejos são maiores

Do que tua própria família

Diante desses fatos, eles não passam de detalhes.

 

Sua mandinga não fecharam meus olhos

E muito menos minha boca

Sua injuria é justamente isso não é?

Porque ela não, porque não deu certo.

Porque não me curvei a você como os outros.

Porque sou diferente dos outros!

Porque tenho dono, porque tenho a proteção

Do todo poderoso, meu senhor guardador

Jesus cristo, isso responde sua pergunta!

 

Porque tudo que nasce morre...

Assim, como toda magia

Tem seu prazo de validade

Bem como as fases da vida

Tudo que planta, mais cedo ou mais tarde

Colhe-se, nada é pra sempre

A lei chora seu dono, e o retorno dos atos

Tomados nesta vida sempre vem

 

Tu pensas que estou só

Pois sozinha nunca estive

Ainda que o mundo se vire ou volte contra mim

Estarei protegida pelo o grande

O todo poderoso e arquiteto do universo

O único que nunca vai me abandonar,

pois ele é meu pai, meu criador

Que me sondas e compreende.

 

Julgar-me é fácil

Difícil é você se colocar no meu lugar

E suportar tudo o que suportei

E tudo que ainda suporto.

 

Foram tantos venenos

Que hoje sou imune a eles

Enganou-se, quando pensou

Que jamais me veria do jeito que estou

 

Muito mais forte

Muito mais madura

Muito mais antenada

Com muito mais atitude, ousadia e encantadora

Cheia de vontade de viver

 

Tudo que me fizeram... Promoveu o aumento

Da minha potência, me fortaleceu

Neste momento quero viver longe de tudo

Que me fez mal, hoje quero paz

Amor e gozar tudo que há de melhor

Nesta vida penosa e gostosa.

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados ao autor. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
0
±500 visualizações •
Atualizado em
Denuncie conteúdo abusivo
Glycia Cibelle ESCRITO POR Glycia Cibelle Escritora
Maceió - AL

Membro desde Setembro de 2019

Comentários