9º Encontro dos Escritores
Portal Escritores

ABALO NA TERRA


 

 Sérgio Moraes (Pilar-AL)

 

Não houve bombas, mísseis, nem guerra,

Mas houve um abalo na terra,

Por conta de um inimigo invisível e letal.

Um vírus que atacou a humanidade,

Causando perplexidade e preocupação mundial.

 

E a vida futura por muitos planejada,

Teve que ser repensada, depois dessa pandemia,

O mundo praticamente parou e muita coisa mudou

Não só na saúde e economia.

 

E o isolamento social e a necessidade de trabalhar,

Fez a gente se reinventar para seguir em frente.

Valores como o amor, fé e compaixão,

Fez muitos se abraçar e dar as mãos,

Mesmo virtualmente..

 

Depois do corona vírus, 

Novas atitudes e mudanças vamos ter,

Líderes mundiais começaram a perceber,

Que a principal arma é dar as mãos

E que em todos os continentes,

Povo, governantes, presidentes,

É necessário união.

 

E a humanidade percebeu, que existe um grande Deus,

Que sem ele não somos nada não,

O mêdo, o pânico, a ansiedade, preocupação nas cidades,

Fez o povo em todo o mundo, se unir em oração.

 

E foi preciso um vírus atacar,

Para a humanidade refletir e parar,

Para perceber que muitos, já vivem em completa exclusão.

Sem saúde, saneanento básico, moradia,

Bem antes da pandemia, sem emprego e educação.

 

Muitos hábitos vamos mudar, pois o covid19 nos deu uma lição,

Teremos uma grande transformação, no novo tempo que vem aí.

A fé, o amor, a união, o sentimento Cristão,

São valores fundamentais, para a cura e para a paz 

E para pensar nos outros e não só em si.

 

Sérgio Moraes

Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Sérgio Moraes
Escrito por:
Sérgio Moraes
Escritor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 20 de Junho de 2020

Atualizado em 20 de Junho de 2020

Já foi visto 115 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Poesias


115
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos Relacionados
DIREITOS HUMANOS E COVID 19

Por Glycia Cibelle

SOBREVIVER

Por Ataniel

Guerra

Por Monique Munielle

Rosas e Mar

Por Antonio Bapttistta

Textos do Mesmo Autor
POESIA PARA O OUTUBRO ROSA

Por Sérgio Moraes

FREVO DO NOVO LINDÓYA

Por Sérgio Moraes

O SILÊNCIO E AS ORAÇÕES

Por Sérgio Moraes