Poesie-me

A voz em silêncio A voz em silêncio 4 dias atrás

Conte-me o inacreditável.
Jogue-me ao fogo com a impagável noção de tomar-me.
Diga-me o que meus ouvidos não esperam ler.
Faça-me ir ao outro lado do mundo e descobrir a nova cor.


Case-me com o teto e o pensar.
Prende-me à visão imaginável do saber.
Deixe-me entre as placas e o coração.
Guarde-me num baú secreto onde eu possa me achar.

Pague-me o choro e o riso.
Deite-me na grama ao balanço das estrelas.
Leve-me ao monte do século XVI.
Traga-me à ela na varanda e a ele na evasão.

Coloque-me sob mãos na dor.
Narre-me em mentes certeiras.
Traga-me à exatidão.
Escreve-me sabendo do meu calar.

Rasgue-me nas entrelinhas.
Agarre-me em olhos de outros.
Passe-me para o futuro.
Viaje-me no lugar que quiseres.

Envolve-me em quem eu posso flutuar nos anos secos.
Force-me a ver o invisível.
Abrace-me com a força e a graça dos pássaros.
Esconda-me sobre as letras.

Cante-me aos galhos da tarde.
Roda-me por várias cidades.
Ensine-me a ler na mansidão.
Transporte-me nos dias escuros e nos caminhos recheados.

Sopre-me em alarme.
Tire-me do chão.
Grita-me em alta voz.
Encoraje-me a seguir em paz.

Poesie-me!

Attachment Image
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao user original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Denuncie conteúdo abusivo
A voz em silêncio ESCRITO POR A voz em silêncio Escritora
São Miguel dos Campos - AL

Membro desde 4 dias atrás

Comentários

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login