Tema Acessibilidade

Terra terra, que passas!

• Atualizado

Lua, Júpiter e Saturno, na noite deste sábado. Plutão ficou prá tras. Marte, não se fala mais. Netuno, faz tempo. Urano? - existe? E terra? - ah terra. Terra, terra! Que passas? Cambaleias como um dromedário amalucado no deserto quente, embebecido pelo amargo vinho das injustiças. Sem falar no preconceito terra, o egoismo e o orgulho tem te acompanhado. Não vistes? Não percebestes? O que observas? - dormis até agora? Que passas terra? Parece uma louca desvairada! Não ouvistes os conselhos? Pareces uma louca varrida! Seus irmãos se fizeram calados. Escute, vê se ouve suas falas. Jupiter com todos seus encantados e exuberantes anéis, se humilha. Saturno, permanece chorando. Será por ti? Marte, fala com simplicidade. Plutão, não vive a razão. Mas você terra, sempre entrando em confusão; não se vê perdão. Quanta exaltação! Tá faltando amor e compreensão. Olhe prá você terra. Poetas e escritores do mundo inteiro tentaram a longos anos convencer-te de suas pisadas, mas tu não ouvistes, terra. Houve um profeta que o chamaste de vale de ossos secos. É você terra. Parece louca! Pare, pense, vê se está certo o que praticas. Há tanto tempo vives e não entendestes? Olhe prá dentro de você. Que pensas? Que passas? Estás louca tera? Tu fostes formada, mas tu não formastes nada. Diz o escritor que a terra e o céu se beijaram. Onde está teu beijo? - Esqueceste? Onde está a aliança? Os anéis coloridos? - Dispuseste?

Enviuvaste? Te mostras a nudez como que foste normal! Terra, terra, te cuidas.

O tempo está proximo. Ouves o conselho!

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados ao autor. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
0
12 visualizações •
Atualizado em
Denuncie conteúdo abusivo
Iraldir Fagundes ESCRITO POR Iraldir Fagundes Escritor
-

Membro desde 6 dias atrás

Comentários