Tema Acessibilidade

A Majestosa de diamante

• Atualizado

Dona Janine tinha um vaso. Umvaso transparente, pesado, caríssimo e majestoso que tinha ganhado de seu falecido pai. Apelidou o vaso, carinhosamente de "Majestosa".

Dona Janine deixava que todos vissem e se vangloriava de sua linda Majestosa, mas nunca, em hipótese alguma, deixava que alguém a tocasse ou sequer chegasse perto dela, pois temia que a quebrassem. Mal sabia dona Janine que o vaso, na verdade, era de diamante e, portanto, era quase inquebrável.

Um belo dia, Dona Janine estava organizando sua casa para receber uma visita importante e, com muito cuidado, foi mover sua amada Majestosa de lugar. A casa estava linda, impecável, assim como a própria dona do lar que usava em seu pescoço um lindo e chamativo colar de diamantes pontudos. Para tudo ficar perfeito, bastava colocar a Majestosa de diamante em algum lugar de destaque na sala, pena que seu marido, descuidado (e porco), havia comido bananas mais cedo e deixou as cascas no chão. Dona Janine pisou em uma das cascas e escorregou, caindo sobre a pobre Majestosa que, chocando-se com os diamantes do colar de sua dona, acabou por se partir em mil pedaços.

Chorando, com os cacos em mãos, dona Janine lamentava a "morte" de sua amada Majestosa que tanto trabalho teve para cuidar, mas foi ela mesma que acabou por dar-lhe fim.

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados ao autor. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
0
±100 visualizações •
Atualizado em
Denuncie conteúdo abusivo
Antoniele Santos ESCRITO POR Antoniele Santos Escritora
Matriz de Camaragibe - AL

Membro desde Junho de 2019

Comentários


Outros textos de Antoniele Santos