Tema Acessibilidade

As virtudes do Mestre

• Atualizado

"Ódio produz casamentos duradouros. O ódio não suporta a ideia de ver o outro voando, livre, para longe... O ódio segura, para que o outro não seja FELIZ. O ódio gruda mais que amor, porque o amor deixa o outro VOAR..." Rubem Alves

"O amor é o vínculo da perfeição" Paulo de Tarso

Deveras o mundo, sem que eu venha ser, ainda que relutando em minh'alma, pessimista, porém, muito mais realista; vive desde os lendários cavernistas pré-históricos, um dos maiores dramas capaz de tirar toda a essência da vida no ser criado. O ser criado não meramente, claro não querendo desmerecê-la, pelo contrário, segundo a Palavra como descrevi em capítulo anterior, mas dentro deste contexto, muito mais que isso, segundo a atitude; atitude que o próprio Criador usou na construção do ser humano com Seu caráter; Deus é de palavra, mas também de atitudes. A Gênese bíblica relata a origem ou criação de todo universo por meio da infalível Palavra de Deus; a Palavra segundo os estudiosos "haja" (Gn 1), no sentido de existir, ou, de trazer à existência pelo Seu Poder, aquilo que não existia, é a ordem imperativa, taxativa, sem meio termo; Deus não é de meio termo "...sim, sim; não, não. O que disso passar vem do maligno" (Mt 5:37). Mas enfim, a Palavra que de fato, é a base para a construção intelectual, moral, ético e espiritual do ser humano, a boa palavra; é a sua ação na mente e coração humano num processo transformador. Porém, na construção do ser humano; do belíssimo ser humano e toda sua estrutura de ordem física, mental e espiritual, a história foi diferente. Diz a Bíblia que enquanto o Criador na formação do universo faz uso da Palavra como relatei ainda a pouco, na construção do ser humano, entretanto, emprega com grande e sublime autoridade o "façamos" (Gn 1:26) acompanhado da atitude, ou "Et ait: Faciamus hominem" (façamos o homem) (Gn 1:26) que vai muito além do simplesmente "fazer", mas sim, numa linguagem de figuras, projetar, engenhar, desenhar e sobretudo construir com tinta de ouro o ser humano e sua faculdade de pensamentos, sentimentos e atitudes; é uma obra extraordinariamente extraordinária – coisa de escritor - e por sinal, extremamente organizada. Deus, segundo o escritor, "temde existir. Tem beleza demais no universo, e beleza não pode ser perdida". E Deus, completa ele ainda, "é esse Vazio sem fim, gamela infinita que pelo universo vai colhendo e ajuntando toda beleza que há, garantindo que nada se perderá, dizendo que tudo o que se amou e se perdeu, haverá de voltar..." Enfim, Deus planejou o ser humano segundo Seu caráter e Seu próprio conselho, diz a Bíblia, haja visto não existir outro além, capaz de lhe aconselhar; à sua imagem e semelhança. É uma obra de fato, sobre três grandiosos pilares; pensada, planejada e por fim, executada; o que vale dizer que Deus pensa, Deus planeja, e Deus executa. Façamos o homem diz Ele, olhando para o Seu coração; não coração músculo cardíaco mas, seu sentimento, sua sensibilidade e seu amor, e com amor; o amor que segundo o educador acima numa força de expressão, é anseio em levar o ser humano a refletir sobre sua importância não puramente com base num pretérito que muitas vezes tenha lhe causado grandes decepções, nem tampouco no futuro que todavia, é incerto mas, no presente, no momento, que é a certeza absoluta do quem somos, onde estamos e com quem estamos, "é a vida acontecendo no momento: sem passado, sem futuro, presente puro, eternidade numa bolha de sabão"; façamos com carinho; com misericórdia; façamos o homem, voltado a olhar para dentro de Si mesmo, de maneira distinta, com olhos de compaixão e profundo amor celestial; portanto caro leitor, posso até lhe parecer muito repetitivo, mas vejo na constância, na perseverança, o marco da vitória conquistada na cruz. O ser humano não foi criado de uma forma vulgar ou de uma forma "qualquer", melhor dizendo, pelo contrário, somos frutos do apaixonado coração de Deus. Ah...como quisera eu que a humanidade reconhecesse esses valores! Como gostaria de vê-los amando apaixonadamente seu semelhante assim como Cristo incondicionalmente nos amou. O mundo seria outro. Onde nascem os fortes? Os fortes nascem na cruz! Ah...Cruz! Os olhos não conseguem te alcançar. Somos cegos e primitivos até a alma. Que venhamos receber Cristo em nossa alma com ramos e aplausos, hinos e louvores, Hosana e bendito, como quando de sua entrada triunfal em Jerusalém pelos portões eternos bem colocado pelo salmista no Salmo 24 e não como muitos, armados de lanças e espadas ou outros, calados como no monte calvário, apenas como espectadores. ...quem move a terra para fora do seu lugar, cujas colunas estremecem; quem fala ao sol, e este não sai, e sela as estrelas; quem sozinho estende os céus e anda sobre os altos do mar; quem fez a Ursa, o Órion, o Sete-estrelo e as recamaras do Sul; quem faz grandes cousas, que se não podem esquadrinhar, e maravilhas tais, que se não podem contar. Eis que ele passa por mim, E NÃO O VEJO; segue perante mim, E NÃO O PERCEBO. (Jó)

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados ao autor. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
0
±100 visualizações •
Atualizado em
Denuncie conteúdo abusivo
Iraldir Fagundes ESCRITO POR Iraldir Fagundes Escritor
-

Membro desde Setembro de 2020

Comentários