Tema Acessibilidade

BIOGRAFIA DO PROFESSOR DOUGLAS APRATTO TENÓRIO

• Atualizado

Douglas Apratto Tenório, é considerado um dos filhos mais ilustres das terras dos Caetés, professor, doutor em história, jornalista, escritor e historiador.

Nasceu no município de São Miguel dos Campos, estado de Alagoas, no dia 04 de janeiro de 1945, na rua Barão de Jequiá.

Filho de Danton Tenório de Albuquerque, mas conhecido pelo pseudônimo de Tanzinho e de dona Dionísia Apratto Tenório.

O pai era comerciante e vendia mantimentos nas feiras livres da cidade como também em outras localidades próximas a São Miguel dos Campos.

Já a mãe era professora da rede municipal de ensino, lecionou nas diversas escolas do município, entre elas, a Escola Municipal Rui Palmeira e a Escola Paroquial São José.

Douglas Apratto Tenório era descendente de italiano, seu avó, Salvador Espenelle Apratto era casado com a miguelense Rosa Apratto, mãe da sua genitora.

Estudou as primeiras Letras no Grupo Escolar Visconde de Sinimbu, no Colégio Imaculada Conceição e concluiu o ginasial no Ginásio São Miguel.

Douglas queria ser comerciante, pois desde pequeno, ajudava o pai nas feiras livres. Mas, o sonho de Dantan era de vê o filho numa faculdade.

Na adolescência Douglas Apratto dava aulas particulares aos filhos das famílias abastadas da cidade, e o dinheiro que recebia guardava para conclusão dos seus estudos.

Era tido na sociedade miguelense como um grande intelectual, um homem culto, apesar de muito jovem, mas tinha um saber invejável.

No final da década de cinquenta fundou no município o jornal " Lutar para Construí " ao lado de outros intelectuais, como por exemplo: Iramilton Leite e Tadeu Palmeira. Neste mesmo período, criou a Associação dos Estudantes Miguelenses.

Em 1962, com apenas 17 anos de idade foi estudar no Colégio Guido Fontgalland em Maceió. Graça a uma bolsa de estudo concedida pelo padre Teófenes.

Douglas Apratto passou muita necessidade na capital, às coisas só veio a melhorar, em 1965, quando ele começou a dar aula, no Ginásio São Miguel, no Élio Lemos, no Guido e no Moreira e Silva.

Licenciou-se em Bacharel de História pelo Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Alagoas – UFAL, Em 1969, tendo obtido o grau de Mestre em História, em 1977, com distinção " Capitalismo e Ferrovias no Brasil " e de Doutor em História, em1994, com a tese " A Tragédia do Popularismo ". Ambos pela Universidade Federal de Pernambuco – UFPE.

É membro da Academia Brasileira de História, ocupando a cadeira que tem como patrono João Lins Vieira Cansanção de Sinimbu (Visconde de Sinimbu ), do Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas, da Academia Alagoana de Letras, ocupando a cadeira 16 do patrono Guimarães Passos e Presidente de Honra da Academia Miguelense de Letras e Artes – AMILA.

Como Secretário de Educação e Cultura do Estado de Alagoas, na gestão do então governador Divaldo Suruagy criou no município de São Miguel dos Campos, a Casa de Cultura, inaugurada no dia 04 de fevereiro de 1984, na administração do prefeito Wellington Torres.

Publicou os seguintes obras: " Capítulos de História Contemporânea", em 1968; " Capítulos da História do Brasil ", em 1976; " A Imprensa Alagoana no Ocaso do Império ", em 1977; " A Sociedade e a Política Alagoana na Década de 20; " Capitalismo e Ferrovias no Brasil - As Ferrovias em Alagoas, em 1978; " Tempo, Cultura e História ", em 1984; " O Desario de Prazer ", em 1985, etc. Também publicou " A Enciclopédia dos Municípios de Alagoas, pelo Jornal Gazeta de Alagoas.

Douglas Apratto também tem diversos livros em parceria com outros escritores, sobre a história de Alagoas, entre eles, " O Ciclo do Algodão e as Vilas Operárias " e " Memória Legislativas ".

Detém os prêmios " Cidade de Maceió ", concedido em 1977, pela Fundação Educacional de Maceió/Academia Alagoana de Letras; " Costa Rego ", em 1977, Assembléia Legislativa/Academia Alagoana de Letras; " Jayme de Alta Vila ", em 1977, Governo do Estado de Alagoas/Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas, entre outros.

Atualmente faz parte da diretoria da Fundação Educacional Jayme de Alta Vila - FEJAL e é Vice – Presidente do Centro de Estudos Superior de Maceió - CESMAC.

Em sua homenagem existe na cidade de Palmeira dos Índios uma escola que presta o seu nome, intitulada de Escola Estadual Professor Douglas Apratto Tenório como também na cidade de Penedo, batizada de Escola Municipal de Educação Básica Professor Douglas Apratto Tenório.

De fato Douglas Apratto Tenório é o esteio da história de Alagoas, um exemplo que deve ser seguido pelas novas gerações, um patriota que ama a sua terra, o seu estado e o seu país.

( Texto Escrito Por Ernande Bezerra de Moura )

• Membro da Academia de Letras, Artes e Pesquisa de Alagoas – ALAPA.

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados ao autor. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
0
±1000 visualizações •
Atualizado em
Denuncie conteúdo abusivo
Ernande Bezerra ESCRITO POR Ernande Bezerra Escritor
São Miguel dos Campos - AL

Membro desde Junho de 2011

Comentários