Tema Acessibilidade

Metamorfose

Como uma borboleta tu és, Vanessa!
• Atualizado
Como uma borboleta almejo voar!
Mas sei que a metamorfose
terei que enfrentar.
Do ovo eclodi, queria descobrir
todo esse mundo...
Até que da folha despenquei
como largarta rastejei
em um lugar que não
era o meu lar...
E toda minha dor,
em fios de seda transformei
construindo meu casulo
onde me fechei
e finalmente repousei...
Em crisálida aqui estou
imóvel permaneço,
Mas qualquer predador
com meus sons afugento.
Tudo se modificará!
É só uma questão de tempo.
Sinto cada milímetro mudar...
Meu casulo deixarei
Pois asas finalmente surgirão
E eu bem sei que em novos caminhos
a liberdade conhecerei.
Afinal, não me chamaria Vanessa
se não fosse uma borboleta
prestes a voar...
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados ao autor. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
0
±100 visualizações •
Atualizado em
Denuncie conteúdo abusivo
Vanessa ESCRITO POR Vanessa Escritora
Jequiá da Praia - AL

Membro desde Setembro de 2021

Comentários


Outros textos de Vanessa

Poesias
Nó oito duplo
08 de março de 2021.
Poesias
Submersa
Delírio das infinitas madrugadas. Realidades paralelas e ilusões sobre coisas que, de fato, não vivi. Que tola! 15214
Poesias
82 cartas...
Palavras ao vento... Minha sentença de morte assinei 6 anos atrás. É um prazer te odiar, oh amor da minha vida!