Tema Acessibilidade

ADEUS À INGENUIDADE

AMOR Y FUEGO EN EL CULO; LOVE AND FIRE IN THE ASS; AMOUR ET FEU DANS LE CUL; الحب والنار في المؤخرة; AMOR E FOGO NO RABO
• Atualizado
"O desenlace da ingenuidade"
Não há significado mais notório que este!
Diria que me debrucei no teu ar de maldade,
Mas seria singelo demais tendo em vista toda aquela sagacidade.
Não pôdes conter a malícia no teu olhar,
E só de lembrar
Me arrepia!
Desde o momento que sentei,
Confesso, já imaginei
Tudo o que poderia presenciar.
(Entre nós a temperatura sempre foi as alturas)
E não é necessário dizer que foi loucura
Tudo o que imaginamos fazer.
Sim, foi muito mais que um ensaio,
(A minha pele só de imaginar começa a arder)
Molhar no calor dos amassos
E no mel das tuas pernas ferver.
Rebole mais e te rasgarei como um animal,
Pois, o que havia em mim de racional
Sumiu depois que você me lambeu.
Lembra?
Deslizes sutis
Que foram parados perto do teu sutiã.
Ardia a tensão e em toda a emoção
Você me repreendeu!
(Foste prudente, pois daquele momento em diante não seria mais eu)
Pois a minha boca não conseguiria conter-se
Até sentir a maciez do teu fruto.
Minhas mãos tremiam tanto,
Pois, meu coração me instigava ao engano
De te despir por completa.
São tantos devaneios e tu me pedes palavras?
Gostaria eu de aperta-la até jorrar as tais palavras que inundariam sua marca de nascença.
Eu realmente tenho muito medo,
Lhe tomo para mim agora?
Estamos juntos a pouco mais de uma hora
E você já me mostrava teus passos de dança em meu colo.
Não seria eu quem diria "afaste-se de mim"
Tu sabes que meu desejo no fim
Era ver além do que vi naquela foto.
(Não me julgues mal, por favor!)
Mas quero bater palmas com aquela que me chama de amor.
Sufocar naquele abraço que me desvirtuou,
Puxar aqueles cabelos que me fizeram engasgar
E chegar ao ápice de tudo mais que você possa imaginar.
Deite-se comigo e nunca mais você se sentirá só.
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados ao autor. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
0
±500 visualizações •
Atualizado em
Denuncie conteúdo abusivo
Ramon Silva ESCRITO POR Ramon Silva Escritor
Coruripe - AL

Membro desde Setembro de 2014

Comentários


Outros textos de Ramon Silva

Poesias
E como eu já te quero?
O primeiro texto escrito após o primeiro encontro com minha amada