Tema Acessibilidade

Nó oito duplo

08 de março de 2021.
• Atualizado

Tua presença vem acompanhada
da miserável tortura!
Tuas palavras dilaceram um coração
que prestes irá parar de pulsar...
Confesso, já tentei desatar!
É simples como um nó oito duplo,
mas sabes o quanto a teimosia,
que tanto te atraia,
faz parte do meu ser.
E cada "não" que negligencio
aperta um pouco mais,
sinto o fôlego partir...
E sigo...
PRESA
Tentando desatar os nós
que me sufocam,
dia após dia...
Até o teu ilustre amor
acabar de uma vez por todas
com toda alegria que um dia,
já se fez presente em minha vida.
Eu necessito renascer...

Copyright © 2021. Todos os direitos reservados ao autor. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
0
±500 visualizações •
Atualizado em
Denuncie conteúdo abusivo
Vanessa ESCRITO POR Vanessa Escritora
Jequiá da Praia - AL

Membro desde Setembro de 2021

Comentários


Outros textos de Vanessa

Poesias
Submersa
Delírio das infinitas madrugadas. Realidades paralelas e ilusões sobre coisas que, de fato, não vivi. Que tola! 15214