Tema Acessibilidade

Sempre "mais"

• Atualizado

Mais baixa, mais alta,
mais formosa, mais atraente,
mais simpática, mais sorridente,
o que ela tinha a mais que eu ?
A relatividade de minutos de prazer
valem mais que o meu amor?
Talvez eu só não entenda...
Ingênua? É, eu sou!
E toda minha pureza,
que tão somente para ti guardei,
já nem faço mais questão.
Não valia nada, nem vale...
E não importa se foi um "olá"
uma foto ou até um fútil beijo...
Você escolheu o mais dela ao invés do meu!
Ingênua? É, eu sou!
Mas a doce menina, que aqui existia
desapareceu, quando teu abraço,
teu beijo, teu toque,
não foi mais só meu.
E acreditar que foi melhor assim
é a mais sensata decisão.
Mas no fundo escondo a sete chaves
uma indagação
"Por qual razão
não escolhestes o meu mais ?"

Copyright © 2021. Todos os direitos reservados ao autor. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
0
±500 visualizações •
Atualizado em
Denuncie conteúdo abusivo
Vanessa ESCRITO POR Vanessa Escritora
Jequiá da Praia - AL

Membro desde Setembro de 2021

Comentários


Outros textos de Vanessa

Poesias
Submersa
Delírio das infinitas madrugadas. Realidades paralelas e ilusões sobre coisas que, de fato, não vivi. Que tola! 15214
Poesias
82 cartas...
Palavras ao vento... Minha sentença de morte assinei há 6 anos . É um prazer te odiar, oh amor da minha vida!
Poesias
Bordô
Uma explosão de cores por você, meu bem!