Tema Acessibilidade

Cem títulos

Cem introduções
• Atualizado
Liberta-me!
Ao lançar-me nos rios que carregam meu pranto
para que no meu desengano
eu não precise mais viver.
Antes escolho morrer,
afogado em teus sorrisos,
fingidos, frigidos, findos, lindos...
Maniata-me!
Pelo gogó como um selvagem,
até que fios de ar escapem pelas minhas narinas
e escancarem as bagagens onde escondo o ocaso,
Até que fechem minhas portas para o mundo,
E como um mudo, desmudo, descubro, derrubo...
Livra-me!
Da frieza das tuas palavras
que ferem o tempo com suas badaladas,
enquanto me rasgam como uma lâmina afiada,
e agora me vejo impossibilitado de sentir,
agir, fugir, cair, ir...
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados ao autor. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
0
±500 visualizações •
Atualizado em
Denuncie conteúdo abusivo
Ramon Silva ESCRITO POR Ramon Silva Escritor
Coruripe - AL

Membro desde Setembro de 2014

Comentários


Outros textos de Ramon Silva

Poesias
Efeito Bella
Essa é mais uma declaração de amor para meu último romance, a mulher que me fez enxergar o amor como eu nunca havia experimentado. Hoje te dedico todos os beijos que ainda não te dei.
Poesias
ADEUS À INGENUIDADE
AMOR Y FUEGO EN EL CULO; LOVE AND FIRE IN THE ASS; AMOUR ET FEU DANS LE CUL; الحب والنار في المؤخرة; AMOR E FOGO NO RABO