Vem aí novidades...
Portal Escritores
Antonio Cabral Filho
Escritor
Rio de Janeiro - RJ
Seguidores (1)
Seguindo (10)

Quem sou eu?

MEU CURRICULUM

*
Minha primeira foto, feita aos 16 anos
para tirar Carteira de Trabalho, no
Rio de Janeiro.
*
1 - INTRODUÇÃO

Nasci em 13 de agosto de 1953, no município de Frei Inocêncio - MG. Em 1964, após o golpe militar, fui para a escola, por decreto do generalíssimo Castelo Branco, aos onze anos de idade. Em 1968 concluí a quarta série, com média 7. Nessa época eu fazia teatro, na escola e na igreja, e, com a ajuda da única pessoa que eu considero Professora neste mundo, a Dona Adir, como eu ainda a chamo, montamos a peça O FILHO PRÓDIGO, com a intensão de realçar a auto-destruição em que se encontrava a juventude naquele momento.
@
Durante as férias escolares de junho de 1968, dei uma chegada ao Rio de Janeiro para fazer uns biscates e comprar roupa nova, mas ao chegar no Catumbi, meu primo Sadi levou-me para conhecer a cidade. Era 26 de junho, dia da PASSEATA DOS CEM MIL. Passeei na passeata.
Em junho de 1969, meu Tio paterno Sebastião Cabral, mestre de obras no Rio de Janeiro, foi buscar peão para suas obras e eu me alistei. Falei com ele da necessidade de eu sair da roça, escapar das garras do meu pai, deixar de ser mão-de-obra gratuita. Tinha quinze anos e era escravo do meu próprio pai.
Ele compreendeu e arrancou-me da casa paterna, não sem antes anunciar-me as agruras da cidade. Ao chegar em seu barraco, na Favela da Mineira, meu romantismo com a cidade grande foi pelo valão abaixo. Vi cair aos meus pés um menino fuzilado pela polícia, que segundo foi dito, era traficante. Durante muito tempo eu tive pesadelos por causa disso.
@
Morei na casa do meu querido tio até ir para o quartel. Matriculei-me na Escola Canadá, Rua São Carlos, no Bairro do Estácio e refiz o primário, transferi-me para a Escola Geny Gomes, no Rio Comprido e cursei a quinta e a sexta séries.
 Era um tempo turbulento, com muitos professores fazendo "inquéritos" com os alunos. Alistei-me no Exército e logo a seguir, entrei no Colégio Martin Luther King, fiz a sétima e a oitava séries. Com dez meses de recruta, "sentei praça" e virei soldado antigo; fui para o profissionalizante, no Curso Santa Rosa, Largo de São Francisco fazer contabilidade, em frente ao IFCS-UFRJ. Era 1974, fui promovido a cabo do exército, mas de olho no curso de sargento. Fiz o curso e passei, fiquei até 76 aguardando a promoção que não veio e pedi baixa; passei no vestibular e fui cursar direito na UFF. Abandonei por desilusão com a filosofia do direito após o quarto período; fui para comunicação social, mas a psicologia da notícia acabou comigo. Caí na vida e estou pegando touro à mão.
@
 

Atualizações anteriores