Portal Escritores

Penso e não falo

Querendo escrever algo...

Não consigo imaginar.

Tento falar da humanidade,

Falar dos seus erros.

Relembrar hipócritas atitudes,

Seu péssimo entender.

Paro, penso e não falo.

 

Querendo escrever algo...

Não consigo me concentrar.

Lembro medíocres falsos testemunhos,

Absurdas propostas imprevisíveis.

Tento desviar de terríveis armadilhas,

Desejo falar dos caminhos que seguimos.

Paro, penso e não falo.

 

Longos caminhos.

Caminhos estreitos.

 

Espero os novos caminhos...

Os felizes, sem mistérios,

A inspiração, as palavras.

Paro, penso e adormeço.

 

Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Majal-San
Escrito por:
Majal-San
Escritor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 11 de Outubro de 2013

Já foi visto 573 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Poesias


572
Leram
0
Vão ler

Textos do Mesmo Autor
Soneto Metido ao Tal

Por Majal-San

Hipócritas

Por Majal-San

Pare!

Por Majal-San

A Valsa do Otário

Por Majal-San