Portal Escritores

SEM JEITO

Eu me pareço tão sem jeito

seguindo esse meu caminho

um tanto estreito...

E falo para mim que mereço um vinho.

 

Chego em casa após o trabalho

e ainda me coloco a fazer o tempero

do jantar,

mas falta o alho.

Vou ao mercado, sinto um cheiro

e falo:

__ “É ele!” – o meu amor

me trazendo uma linda flor.

Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Lucélia Pontes
Escrito por:
Lucélia Pontes
Escritora

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 25 de Novembro de 2013

Já foi visto 475 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Poesias


475
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos Relacionados
Junto a ti amor

Por AdrianoRockSilva

Pra Dizer Tudo Que Sinto

Por Emanuel Galvão

ESSE ELE

Por Lucélia Pontes

As Palavras

Por Fábio dos Santos

Desejo-te

Por AdrianoRockSilva

Textos do Mesmo Autor
ERRADO EXISTIR

Por Lucélia Pontes

MACACOS

Por Lucélia Pontes

PORCOS

Por Lucélia Pontes

PRESOS

Por Lucélia Pontes

CHOVEU?

Por Lucélia Pontes