Portal Escritores

''TÃO LONGE, AMOR'' (O poeta retornou)


HOJE AQUELA LÁGRIMA
DE AGONIA, DE SAUDADE,
DE INFELICIDADE,
TOCOU MINHA FELICIDADE.

AGONIA DE ESTAR TÃO LONGE
E NEM PODER TE VER,
DE CHORAR
SEM AO MENOS PERCEBER.

UMA PERFEITA SAUDADE
DE TANTA NOSTALGIA.
INFINITAS LEMBRANÇAS,
ETERNAS ALEGRIAS.

ESTAR CONTIGO 
É O MELHOR DOS MUNDOS.
É OUVIR O TEU SUAVE FALAR,
É CONTIGO CAMINHAR.

O QUE MAIS VALE A PENA
É SEMPRE TE AMAR.
MESMO SEM ENTENDER 
É EM TI SEMPRE CONFIAR.

QUANDO ESTOU CONTIGO
PODE-SE OCORRER O QUE FOR
EU NÃO QUERO SABER,
EU QUERO MEU AMOR.
 































Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Horacio Da Silva
Escrito por:
Horacio Da Silva
Escritor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 28 de Novembro de 2013

Já foi visto 648 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Poesias


642
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos Relacionados
Soneto do amor vital

Por Leonardo Jordão

Saudade

Por Claudenor de Albuquerque

Última Carta

Por Emanuel Galvão

"MEUS DIAS SEM VOCÊ"

Por Lavínia Lins

Confissão

Por Wagnner Ruan

Textos do Mesmo Autor
''AMOR SUBLIME

Por Horacio Da Silva

''O FERVOR AMOR''

Por Horacio Da Silva

''OS CORAÇÕES''

Por Horacio Da Silva

''AMOR DISTANTE''

Por Horacio Da Silva