Portal Escritores

Com lágrimas

Amanheceu, fazia frio lá fora. Acordou, mas não quis levantar. Chorou, porém não fez questão de enxugar as lágrimas. O dia clareava a janela envidraçada, era um dia como outro qualquer, mas não qualquer dia. Estava tudo sereno, os pássaros faziam-se despertadores, as pessoas colocavam suas máscaras para irem as ruas, os cegos procuravam suas bengalas, ele continuava deitado, não quis colocar máscaras aquele dia, preferia lágrimas a mentiras. Rolou, virou-se, debruçou-se, tentou dormir. Não conseguiu. Era tarde demais para fechar os olhos. Enfim levantou-se, foi até a cozinha, descobriu que já passava das dez e que não teria como chegar ao trabalho, melhor assim. A geladeira foi aberta, um gole de água tomado. Pareceu que aquele dia seria novamente como outro qualquer, não foi. Suas pernas acostumados com a rotina seguiram para o banheiro, olhando-se no espelho não se reconheceu, onde estão meus olhos flamejantes? - Perguntou-se inocente - E minha barba? Foi feita ontem, por que está nesse estado? - Ele tentava enteder. Que terrível missão teve a consiência, dizer ao moço que aquela imagem de ressaca era como ele realmente era, sem máscaras. Lá estava ele, entre lágrimas, mas sem mentiras, foi o que fez toda diferença.

Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
katia lima
Escrito por:
katia lima
Folclorista

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 27 de Dezembro de 2013

Atualizado em 27 de Dezembro de 2013

Já foi visto 780 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Outros


775
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos Relacionados
A vida que produz vida

Por Antonio Batista

O Canto da Negra Fulô

Por Monique Munielle

Ilusão da Vida

Por Severino Ramos Barbosa

Deita aqui

Por Iara P.Vilela

Textos do Mesmo Autor
Maria

Por katia lima

A Carta

Por katia lima

Luzes

Por katia lima