Portal Escritores

Permanecer agarrado à barra de ferro


O Livro de Mórmon - Outro Testamento de Jesus Cristo, publicado por A Igreja de Jesus Cristo dos Santos Últimos Dias, registra em suas páginas iniciais a visão do patriarca Leí sobre a Árvore da Vida e o esforço empreendido por aqueles que desejam partilhar de seu fruto sagrado, descrito como desejável para fazer uma pessoa feliz e o mais doce de todos, excendo em brancura tudo que já tinha sido visto até aquele momento. Homem de Deus, versado nas letras sagradas e nas artes divinatórias, Leí faz registrar por seu filho Néfi os detalhes de tão abençoada visão, compreendendo a importância de tudo aquilo que lhe havia sido mostrado pelo dom e poder de Deus. 

 

Na narrativa somos informados que para chegar a Árvore da Vida é necessário passar por um caminho estreito e apertado, figura de linguagem presente nos discursos e alegorias de Nosso Senhor Jesus Cristo – tão estreito que, durante o processo, muitos caem no vale que o ladeia, afogando-se nas profundezas de um rio imundo que representa o pecado e a morte espiritual. Entretanto, os caminhantes não são abandonados à própria sorte. Estes puderam assegurar seu acesso ao fruto sagrado (símbolo do amor de Deus) agarrando-se a uma barra de ferro que ia em direção à árvore. Como explicado por Néfi, a barra de ferro representa a Palavra de Deus. Agarrando-se a ela podemos avançar com esforço em direção à salvação (estado de suprema bem-aventurança).

 

Assim como aqueles que ansiavam alcançar a Árvore da Vida precisaram esforçar-se com vigor para alcançar seu objetivo agarrando-se à barra de ferro, precisamos nos dedicar ao estudo ponderado das palavras de Deus nas Escrituras, “até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo” (Efésios 4:13). Não é fácil. É um esforço diário de aperfeiçoamento que exige disciplina, visto que o aprendizado das coisas espirituais se dá linha sobre linha, preceito sobre preceito, um pouco aqui e um pouco ali. O Senhor prometeu que todos aqueles que dão ouvidos aos Seus preceitos e escutam os Seus conselhos, obterão sabedoria (2 Néfi 28:30). Sua vontade é que sejamos cumpridores da palavra, e não somente ouvintes – enfuatuados por discursos vãos e enganado-se a si mesmos (Tiago 1:22). Assim firmados na barra de ferro da Palavra de Deus poderemos avançar em direção ao alvo, ao prêmio reservado aos fiéis, do qual foram privados nossos primeiros pais por conta de sua desobediência. 

 

Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Leonel Alves
Escrito por:
Leonel Alves
Leitor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 28 de Julho de 2014

Atualizado em 28 de Julho de 2014

Já foi visto 689 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Religiosas


673
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos Relacionados
PROFISSÃO CONJUGAL

Por Maria Alice Santos

Alquimia

Por Ícaro Shandó

Siga em frente!

Por Lavínia Lins

E A SEMANA COMEÇA...

Por Andre Pinto

É A FORÇA DA FÉ

Por Sérgio Moraes

Textos do Mesmo Autor
Pelo direito ao iPhone

Por Leonel Alves

Sobre mudar o mundo

Por Leonel Alves

A era dos palpiteiros

Por Leonel Alves