Portal Escritores

A ignorância do povo

 
Como viver ao redor de ladrões, assassinos, mentirosos,
Vida sem fundamentos em caminhos dolorosos,
Esse tipo desumano, me da ânsia, ódio, rancor,
Poluição maligna que se findará em horror .
Horror do fim da cidadania, da vida da honestidade,  
Do amor ao próximo, da confiança da bondade .
Como o ser humano sobrevive a tanta safadeza ?
é impolssível não sentir o fedor da impureza .
Acidente político, corrupção, chamem como quiser,
Peno pelos meus filhos pelo futuro que tiver .
Eleições . como escolher um representante honesto ?
Se o que espero deles é um único gesto .
Roubar, deviar, lavar nenhuma palavra simplifica o problema,
Muito menos nos ajuda a esquecer o tema .
Alguns dizem que a única escolha é aceitar,
Como se não houvesse concerto e só se pudesse esperar .
Esperar pelo quê ? Por quem ? Não há o que fazer ?
Junta todos esses ladrões e bota eles pra se fuder .
 
 

Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Ramon Silva
Escrito por:
Ramon Silva
Escritor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 05 de Outubro de 2014

Atualizado em 24 de Outubro de 2014

Já foi visto 1,171 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Letras de Música


1,150
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos Relacionados
M'alma sangra ...

Por Ramon Silva

Conversando com o Vento

Por Paulo Roch'S

Paixão efêmera

Por Ramon Silva

Textos do Mesmo Autor
Terra das Alagoas

Por Ramon Silva

Paixão efêmera

Por Ramon Silva

TEMPESTADE

Por Ramon Silva

Na janela do ônibus

Por Ramon Silva

Tenho, meu anjo.

Por Ramon Silva