Vem aí novidades...
Portal Escritores

O LOBISOMEM ZONZO

(PEÇA TEATRAL INFANTIL DE LUIZ ALBERTO MACHADO)

 

ENTRA GORDIM
(cantando e fazendo cenas de exibição)
Eu sou o bom, eu sou o melhor, eu sou o doce mais bombom
Sou benfeitinho, arrumadinho, e o mais pontompompom!!!!!
(FALANDO) eu vou ser sempre o melhor, o super-star, a estrela!!! (ENTRA JEGUINHO)

JEGUINHO
Teje preso, uai!

GORDIM
Sai prá lá xerife de meia tijela!

JEGUINHO
Rendido, aí, mãos pro alto! Cê pensa, uai que é o rapapá daqui, é?

GORDIM
Sou, sou e sou!

JEGUINHO
Nada disso, aqui quem manda sou eu, uai. Sou o xerife Jegue-jeguim e nego que escapulir fora da minha lei, dou acocho do sujeito se ajeitar.

GORDIM
Cai fora, Jeguim. Toma jeito, eu que sou o melhor daqui, o mais inteligente, o mais sabido, o mais amado.

JEGUIM
Só se for embaixo da cama, que frouxo aí, só dá ele, uai!

GORDIM
Cê tá pensando o quê? Cê tá pensando o quê?

JEGUIM
(PARA A PLATÉIA) Vê só, gente que corajoso, uai!

(PARA GORDIM, BATE O PÉ NO CHÃO) Chega!!!

(GORDIM FOGE COMO QUE LATINDO DE MEDO)
Num disse que ele era frouxo, uai! (ALISANDO A ESTRELA NO PEITO) agora, eu mesmo, num tenho medo de nada, sou forte, robusto e tenho tudo sob controle!!!

(ENTRA MALUQUIM CANTANDO E FAZENDO ZOADA)

MALUQUIM
Quando eu nasci, mamãe passou açúcar ne mim!!!!!!

(JEGUIM SE ASSUSTA)

JEGUIM
Sai-te, uai, quer me assustar é seu cabra!!!

MALUQUIM
Jeguim, vamos brincar de quê?

JEGUIM
Você é muito abestalhado para brincar com gente maior que você!!!

MALUQUIM
Deixa eu brincar, deixa!!!!

JEGUIM
Você só presta prá brincar com o Gordim!!!

MALUQUIM
Cadê o Gordim? Vamos chamar ele para brincar de assombração que ele se borra todo!!!!

JEGUIM
Gordim é frouxo e você abestalhado. Só falta o Bichim prá enrolar todo mundo!!

MALUQUIM
(CHAMANDO BICHIM)
Eita, o Bichim, o bichim! Bichim!

(ENTRA GORDIM)

GORDIM
O bichim tá por aí?

JEGUIM
Deus me livre, aquele mente que é a praga!!

MALUQUIM
O Bichim enrola direitinho a gente!!!

GORDIM
A gente tem que aplicar uma prá cima dele!!!

MALUQUIM
Eita, isso, isso!!!

JEGUIM
E como a gente vai pegar aquele enrolão, uai? O bicho é arteiro todo.

GORDIM
É, a gente tem que pensar numa brincadeira para pegar ele!!!

MALUQUIM
Pega ele, pega ele, quero ver!!!

JEGUIM
Deixe o inteligente aqui pensar como a gente pega aquele danado!

GORDIM
Eu vou pensar....

JEGUIM
Eita que fedor, o Gordim só de pensar se borra todo!!

MALUQUIM
Ih, essa fedeu mesmo.

JEGUIM
Sai prá lá, Gordim, tu já fizesse cocô aqui, uai!!

GORDIM
Eu não, eu acho que foi o Bichim que tá vindo por aí!!!

MALUQUIM
Eita! Bichim! Bichim (CHAMANDO)

BICHIM (EM OFF)
Já vou!!!!

JEGUIM
Bichim! Bichim!

BICHIM
Já vou, eita povo prá me atormentar!!

GORDIM
Bichim, vem cá, que o bicho vai te pegar!!!

BICHIM (EM OFF)
Já vou!!! Num já disse!!!

JEGUIM
Vem-te embora, Bichim, que o lobisomem-zonzo vai te pegar aí!!!

(ENTRA BICHIM AMEDRONTADO) Eita que o cabra é frouxo mesmo!!! Num sei dos dois quem é mais medroso, se ele ou se o Gordim!!!

BICHIM
Também, vocês chamaram logo o Lobisomem Zonzo que já comeu trinta ontem, já matou mais de dois milhões, capou uns tres mil, aleijou uns cento e cinquenta trilhões, botou mais de zilhões prá correr, quer mais?

JEGUIM
Dá um desconto aí, Bichim, mentira cabeluda logo cedo faz o nariz e o rabo crescer, uai!

GORDIM
Virgem, já tô com medo!!!

MALUQUIM
Eita, o Lobisomem Zonzo, chama ele, vai, chama!!!

GORDIM
Tá doido, é, se o Lobisomem Zonzo aparecer eu corro e num brinco mais com você.

JEGUE
Larga de ser abestalhado que Lobisomem Zonzo num existe, é tudo mentira do Bichim que vive inventando coisas para amedrontar as pessoas e ele mesmo ainda fica com medo da própria invencionice dele.

BICHIM
Eu não, eu mesmo vi, atrás da moita um bicho feio, fedorento, amunganguento, cheio dos pantins, com trezentos braços de cada lado, uma ventona grande prá sentir o cheiro do povo, uma cabeça maior que a lua, o corpo todo cabeludo, dando baforada que só boi brabo, dando cada passo de gigante na minha direção....

JEGUIM
Pára, pára, pera aí, uai, como foi que tu, somente tu na face da terra, conseguisse escapulir do tal lobisomem?

GORDIM
Virgem Maria, tô ficando com medo, deixa eu me esconder atrás de tu, Jeguim!

JEGUIM
Sai prá lá, sô, eu quero lá ninguém se escondendo atrás de mim!!!! Fala logo, Bichim, vai!!!

MALUQUIM
Eita o Bichim botou o Lobisomem prá correr, num foi?

BICHIM
Prá correr atrás de mim, que não sou besta. Ele queria me pegar, aí eu atravessei o brejo, passei por cima da ribanceira, subi o morro, desci no rio, atravessei num fôlego só, entrei no mar e fui bater na África!!!

JEGUIM
Eita mentira cabeluda medonha!!! Esse num tem jeito mesmo!!

BICHIM
Foi, foi assim mesmo, ele ainda chegou lá eu corri de volta atravessei tudo de novo e me escondi sabe aonde? Sabe aonde? Embaixo da máquina de costura da maínha com uma tesoura para cortar o dedo mindinho dele para ele deixar de ser lobisomem!!

JEGUIM
Essa foi demais, menino, cê tá com febre ou variando?

GORDIM
Num deixa ele falar mais não que tô tremendo!!!

MALUQUIM
Deixa ele terminar, a história tá boa, tá boa, vai Bichim, arrocha!!!!

JEGUIM
Esse mentiroso num conta mais nada não, a gente veio aqui prá brincar ou prá ouvir invencionice desse descoitado!!!!

GORDIM
Vamos brincar, bora, tô com medo, pelo menos eu me esqueço.

MALUQUIM
Vamos brincar de bicho!!!!

GORDIM
(O CALÇÃO DO GORDIM CAI DE TANTO MEDO)
Disso não!

MALUQUIM
(FAZENDO JEITO DE BICHO E CARETAS)
Eu vou te pegar!!!

GORDIM
Jeguim, Socorro! Ele quer me pegar!!!

JEGUIM
Larga de ser frouxo, cabra!! A brincadeira vai ser assim: cada um se esconde e o besta que for escolhido no ímpar ou par vai sair atrás caçando todo mundo! Vamos organizar! Bichim, ímpar ou par?

BICHIM
Par!

JEGUIM
Deu ímpar, eu já vou me esconder.

GORDIM
Ímpar ou par?

BICHINHO
Par!

GORDIM
Deu ímpar, vou me danar, u-ru!!!!!

MALUQUIM
Ímpar ou par?

BICHIM
Par!

MALUQUIM
Deu ímpar, conta até dez e vem procurar a gente, abestalhado!!!!

BICHIM
(BOTA A MÃO NOS OLHOS E COMEÇA A CONTAR)
Eita, já foram se esconder. Vou contar! (GRITANDO PROS OUTROS)

JEGUIM
Conta, bestão!

BICHIM
Vou contar, já se esconderam?

MALUQUIM
Tu não me pega, ê!

BICHIM
Vou contar!

OS TRES
(EM OFF)
Conta logo, desgraçado!!!!

BICHIM
Lá vai: um, um e meio, dois, dois e meio, tres, tô contando!!

OS TRÊS
(EM OFF)
Vai logo senão a gente vai te pegar, apideguado!

BICHIM
Eu tava mesmo aonde, ah! esqueci, vamos contar de novo, um, um e meio, dois, dois e meio, nove, nove e meio....

JEGUIM
Conta direito senão te pego, enrolão!

MALUQUIM
Conta, conta!!!

BICHIM
Calma, lá vai, um, dois, cinco, oito, dez!! DEZ!!!!!!!!! contei direito, num foi não (PARA A PLATÉIA)agora vou caçar eles, vou prender tudinho e vou me tornar o herói da história, vocês vão ver. Aqui num tá (PROCURANDO), aqui num tá, aqui num tá, aqui num tá, tá aí? Já vi que num tá não. Num tá aqui, aqui também, danou-se, onde se esconderam os desgraçados, hem? Alguém viu? Aqui num tá, aqui num tá.... Jeguim! Maluquim! Gordim!
(VOZ EM OFF)
Havia um zum-zum-zum de que um certo lobisomem zanzava amedrontando por aí. Os desavisados, vez por outro, batiam testa com o malfeitor. (BARULHOS. EFEITOS DE SOM E DE LUZ. ENTRA BICHIM)
Achei o Maluquim, cê tá preso! Tem que ficar imóvel, se mexer o Lobizomem vem te comer.

MALUQUIM
Que bom, o Lobizomem vem me pegar!!

BICHIM
Fica quieto, senão chamo o Lobizomem! (MALUQUIM FAZENDO CARETA E MUMUNHAS PARA BICHIM).
Num faça careta que isso é feio. Fique quieto! Cadê o Jeguim, vou achá-lo. Aqui num tá... aqui também, não, alguém viu o Jeguim por ai?

MALUQUIM
Ê, ele num acha o Jeguim, que bom!

BICHIM
Fique quieto, olhe o Lobizomem Zonzo gosta de comer o fígado das crianças, depois espreme você, dá um nó e deixa você ficar podre de tanto tempo para depois comer tudinho seu, ouviu?

MALUQUIM
Éita! vou ver o Lobizomem Zonzo!

BICHIM
Te aquieta menino, deixa de besta, o Lobizomem só vem quando eu chamo, eu sou amigo dele e ele só faz o que eu mando, ouviu?

MALUQUIM
(FAZENDO CARETA DE ZOMBARIA)
Eita, Bichim é amigo do Lobizomem!

BICHIM
Fica quieta e deixa eu me concentrar para achar o Jeguim. Aqui num tá...(ENQUANTO MALUQUIM FICA MANGANDO DELE). Aqui num tá... Já sei, vou ali e volto já. (SAI BICHIM).

MALUQUIM
(PARA A PLATÉIA)
Esse Bichim pensa que a gente é besta, o Lobizomem Zonzo num existe, é invencionice dele de tão mentiroso que ele é. Já pensaram, alguém aqui acredita em Lobizomem? (ENTRA BICHIM TRAZENDO JEGUIM AMARRADO)

BICHIM
Eu num disse que amarrava ele, agora os dois fiquem quietos ai amarrados que vou agora achar o desgraçado do Gordim. Fiquem quietos senão o Lobizomem pega vocês!!!!

MALUQUIM
Bicho besta, o Gordim vai aparecer e vai soltar a gente!!!!!

JEGUIM
Deixa o Bichim pensar que é sabido, que o Gordim chega e solta a gente!!!
(OUVE-SE UM BARULHO. OS TRES ENTREOLHAM-SE. MAIS BARULHOS)

BICHIM
O que foi isso?

JEGUIM
Que trem é esse, uai?

MALUQUIM
Que droga é nove?
(OS TRES ESTÃO AMEDRONTADOS)

BICHIM
Ah! deve ser o Gordim querendo fazer medo na gente!

JEGUIM
O Gordim vai soltar a gente!

MALUQUIM
Eita! O Gordim vai nos salvar!!!
(MAIS BARULHOS. ZOADAS. JOGO DE LUZ. OS TRES TREMEM NA BASE ).

BICHIM
É você Gordim?

JEGUIM
Gordim, apareça para soltar a gente!

MALUQUIM
Vem logo Gordim, o Bichim quer te pegar!
(BARULHOS. ZOADAS)

BICHIM
Gordim, onde tu tá, desgraçado?

JEGUIM
Gordim, tem rapadura prá tu comer aqui e tá saborosa!

MALUQUIM
Gordim, aparece que o Lobizomem vai te pegar.
(MAIS BARULHOS)

BICHIM
É ele mesmo, falou do Lobizomem o bicho treme de frouxo que é.

JEGUIM
Gordim, larga de ser frouxo e vem soltar a gente para fazer o Bichim de besta!

MALUQUIM
Chega logo Gordim, o lobizomem vai te pegar!!!
(BARULHOS, MAIS BARULHOS).

BICHIM
Eita que agora foi perto.

JEGUIM
Foi ali.

MALUQUIM
Eu vi.

BICHIM
Gordim!

OS TRES
Gordim! Gordim!

BICHIM
Será que ele se perdeu?

JEGUIM
Esse Gordim é astucioso, tá fazendo trela prá gente ficar com medo.

MALUQUIM
Eita o Gordim é o Lobizomem!

BICHIM
Isso num é jeito do Gordim se mexer não, gente!

JEGUIM
É tá muito estranho.

MALUQUIM
O Gordim é o lobizomem.
(BARULHOS E MAIS BARULHOS AMEDRONTANDO TODOS)

BICHIM
Gente, é melhor nós tres sair caçando o Gordim.

JEGUIM
Também acho.

MALUQUIM
Vamos caçar o lobizomem!

BICHIM
Deixa de ser besta, homem, vamos logo sair procurando o Gordim. (E CAMINHAM GRITANDO POR GORDIM). Gordim! Gordim! (CANTAM: Vamos pegar o Gordim!!)
(OUVEM O XEXÉU).

BICHIM
Ô, Xexéu, você viu o Gordim por aí?

VOZ DO XEXEU
Não vi não, pergunte a cumadre raposa, logo ali na primeira viela.

JEGUIM (PARA A RAPOSA)
Cumade Raposa, cê viu o Gordim passar por aqui, uai?

RAPOSA
Não vi ninguém não, pergunte ao compadre Guará que tá de prontidão ali.

MALUQUIM
Compadre Guará, cê viu se o Gordim passou por aqui?

GUARÁ
Eu mesmo num vi ninguém não, mas pergunte à cumadre Traíra que tá ali no riacho o tempo todo.

BICHIM
Cumadre Traíra, a senhora viu o Gordim passar por aqui?

VOZ DA TRAÍRA
Eu mesmo num vi nada, pergunte ali ao compadre Caçote que tá naquela ilha da esquina do rio!

JEGUIM
Compadr Caçote, ocê viu o Gordim passar por aqui, uai?

CAÇOTE
Eu num vi passar ninguém, mas pergunte ao cajueiro que parece que ele viu alguém se bandear por ali.

MALUQUIM
Cumpadre Cajueiro, cê viu o Gordim passar por aqui?

CAJUEIRO
Vi, meninos, eu vi. Ele passou numa carreira sem fim, butando o coração pela boca e se meteu dentro da mata grande!! Foi por ali.

OS TRES
Vamos lá!
(TUDO ESCURECE. OUVE-SE PIADOS, CHILREIOS, VENTOS, FOLHAS BATENDO, PISUNHADO. DEPOIS OUVE-SE UM BARULHO).

VOZ EM OFF:
OS NOSSOS AMIGOS ADENTRARAM NA MATA ENCANTADA. ESTÃO PERDIDOS PROCURANDO PELO SEU AMIGO QUE SUMIU. NA MATA OUVIRAM MUITAS ESTÓRIAS. O GRILO CONTOU UMA QUE A CIGARRA NÃ GOSTOU. A CIGARRA ENTÃO CONTOU SUA VIDA QUE A COBRA NÃO GOSTOU. A COBRA CONTOU A DELA, ERA TRISTE E RASTEJANTE QUE O PORCO-ESPINHO NÃO GOSTOU. O PORCO-ESPINHO, POR SUA VEZ, CONTOU SUA HISTÓRIA PENOSA E ATORDOANTE, O GALO DE CAMPINA, NÃO GOSTOU. O GALO DE CAMPINA CONTOU A DELE E FOI ATRAPALHADO PELO BOI-ZEBÚ QUE MAL TERMINAVA JÁ VINHA A HISTÓRIA DO SABIÁ QUE PUXOU A DO SAPO E INCENTIVOU A DA ONÇA E COMPLETOU A DA MURIÇOCA E JÁ ERA O CEGO ADERALDO CONTANDO SOBRE TRUPIZUPE, DEPOIS FOI MONTEIRO LOBATO E AS MIL E UMA NOITES DO BRASIL. ERA HISTÓRIA DE NÃO ACABAR MAIS DE DEIXAR NOSSOS AMIGOS CONFUSOS NA PROCURA DE SEU AMIGO GORDIM.

BICHIM
Oxente, caçamos os quatro cantos do mundo e nem sinal dele!

JEGUIM
Uia, sô! Será que se escondeu debaixo d água?

MALUQUIM
Nada, menino, ele deve tá brincando de Lobizomem Zonzo com a gente!

BICHIM
Será?

OS TRES
Será?
(OUVE MAIS BARULHOS PARA AMEDRONTÁ-LOS. FICAM COM MEDO. O BARULHO AUMENTA. LÁ NO FIM OUVE-SE UM GRITO DE SOCORRO! MAIS GRITOS DE SOCORRO)

BICHIM
Quem tá chamando a gente?

MALUQUIM
Alguém está nos seguindo, num sei quem é, mas que tão nos seguindo tão!

JEGUIM
Uai, essa voz parece a do Gordim!

BICHIM
É melhor a gente voltar para casa e contar prá todo mundo que o Gordim se encantou com o Lobizomem.
(OUVE-SE BARULHOS).

MALUQUIM
O barulho tá aumentando!

JEGUIM
Tá chegando perto!
(ENTRA UMA MÚSICA DE CIRCO. OUVE-SE EM OFF: Hoje tem espetáculo? Tem sim, senhor. Às oito horas da noite? Tem sim, senhor...)

BICHIM
Ah! era o povo do circo chamando para o espetáculo.

MALUQUIM
Bora pro circo vê os palhaços?

JEGUIM
Cê tá doido, uai, e vamos deixar Gordim na mata?

BICHIM
Eu prefiro ir pro circo.

MALUQUIM
Eu também.

JEGUIM
E o Gordim, fica aí pro lobizomem comer ele.
(OUVE-SE MAIS BARULHOS).

BICHIM
Outra vez, esse barulho danado.

JEGUIM
Aparece Gordim, deixa de pacutia e vem logo soltar a gente prá Bichim de besta.

MALUQUIM
Num é Gordim, não.

BICHIM
E quem droga que é?

JEGUIM
Onde foi bater esse desgraçado?

MALUQUIM
Será que ele pegou um disco voador e saiu por ai.

JEGUIM
Uai, sô! Será muita doidice tua Maluquim dizer de disco voador numa hora dessas!

BICHIM
Será que ele foi passear no arco-íris?

JEGUIM
Pronto, todo mundo aqui endoidou de vez!

MALUQUIM
Eu acho, ainda, que ele tá com o lobizomem zonzo!
(BARULHOS. NOVOS GRITOS DE SOCORRO)

JEGUIM
Uai, sô, eu ouvi de novo!

BICHIM
Tambem.

MALUQUIM
Virgem Maria!
(SE ENTREOLHARAM E NOVAMENTE OUVIU-SE "SOCORRO").

JEGUIM
De onde veio esse socorro?

BICHIM
Deve ser o Gordim morrendo de medo de alguma coisa.

MALUQUIM
É ele mesmo.
(MAIS GRITOS DE SOCORRO, CHAMANDO POR BICHIM, JEGUIM E MALUQUIM).

BICHIM
O Gordim tá preso numa armadilha!

MALUQUIM
Ôba!

JEGUIM
Bem feito, quem mandou fugir tanto!

VOZ
Socorro. Me acuda Bichim! Socorro Jeguim! Me tira daqui Maluquim!
(OUVE-SE MAIS BARULHOS).

JEGUIM
Uai, sô, esse num veio da arapuca, não.

BICHIM
Eu vi.

MALUQUIM
Eu num disse que tinha gente perseguindo a gente!
(BARULHOS)

JEGUIM
Uai, sô, esse tá mais perto ainda!

BICHIM
Minha nossa senhora das jaqueira cortadas, socorra-me!

MALUQUIM
Eita, tão fazendo medo mesmo a gente!

VOZ
Socorro Bichim!

BICHIM
E o Gordim, a gente salva ou não salva!

JEGUIM
Vamos logo tirar ele dessas arapuca e vamos dá no pé.

MALUQUIM
Peraí, Gordim, a gente vai jogar uma corda.

BICHIM
E onde tem corda numa hora dessa?

JEGUIM
Eu vou pegar um cipó...

MALUQUIM
Peraí, Gordim, que o Jeguim foi buscar um cipó!

JEGUIM
Pronto arrumei esse pedaço de corda, lá vai Gordim segura forte que a gente vai puxar!

BICHIM
Um, dois, tres, puxando!
(A CORDA SE PARTE. OUVE-SE GORDIM CHORANDO PEDINDO POR SOCORRO. CAEM OS TRES COM A BUNDA ESTATELADA NO CHÃO).

JEGUIM
Uai, sô, e agora?

BICHIM
A gente num tem o que fazer!

MALUQUIM
E o barulho tá vindo mais prá perto, ou a gente salva Gordim e mete o pé na bunda e deixe ele prá lá.

JEGUIM
Uai, sô! Cês são frouxo mesmo, vamos salvar o Gordim e depois nós quatro, os quatro cavaleiros vamos enfrentar esse endemoninhado que tá perseguindo a gente.
(BARULHOS. TREMEM MAIS).

BICHIM
O negócio tá ficando feio.

VOZ
Me socorram pelo amor de Deus. Eu tô preso!!

MALUQUIM
Tive uma idéia: a gente acende um fogo, joga na tocaia e o Gordim do jeito que é medroso sai correndo logo.

BICHIM
Tá doido, quer matar Gordim queimado, quer?

JEGUIM
Vamos a gente mesmo cada um pegar no pé do outro e tentar puxar o Gordim. Vamos se estirar no chão, bora. (DEITAM-SE, CADA UM PEGA NO PÉ DO OUTRO E TENTAM ALCANÇAR GORDIM NA ARAPUCA. OUVEM-SE NOVOS BARULHOS. MAIORES. VÊ-SE UMA SOMBRA ENORME E DISFORME SE MOVIMENTANDO NO FUNDO).

BICHIM
Eu vi! Eu vi! Tá se movendo por ali.

JEGUIM
Uai, sô, quer aplicar mentira numa hora dessas é?

MALUQUIM
Num brinca não, Bichim

BICHIM
Eu vi, eu vi, eu vi, mil vezes eu vi.

VOZ
Socorro!!!

JEGUIM
Calma, Gordim, a gente tá arrumando uma estratégia para te salvar, uai.

MALUQUIM
A gente num pode fazer nada!

BICHIM
Deixa esse desgraçado aí e vamos embora gente!

VOZ
Socorro

JEGUIM
Eu já tô tremendo, eu vi uma sombra se movimentando ali e é de coisa muito feia mesmo!

MALUQUIM
Aonde, cadê!!

BICHIM
Ali, cego de uma guia!

MALUQUIM
Aonde?

VOZ
Socorro!!!!
(BARULHOS)

JEGUIM
Eu já tô tremendo!

BICHIM
Eu tô pior que isso!

MALUQUIM
Onde fica um banheiro, eu tô necessitado!

JEGUIM
Vamos ficar junto!

BICHIM
Que junto, meu, cada macaco no seu galho! Eu mesmo vou correr.

MALUQUIM (SEGURANDO BICHIM)
Corre não, Bichim, assim o bicho te pega.
(BARULHOS MAIORES AINDA).

VOZ
Socorro!

OS TRES
Socorro!!!!!
( A SOMBRA SE APROXIMA. OS TRES MORREM DE MEDO. TUDO MUITO ESCURO. TERROR. A SOMBRA VAI SE APROXIMANDO MAIS! A SOMBRA LEVA UM TRUPICÃO E CAINDO NO CHÃO, OS TRES PARTEM PRÁ CIMA. ATACAM.)

LOBIZOMEM
Pára, pára, pára.

OS TRES
É o lobizomem zonzo!

LOBIZOMEM
Deixa eu brincar com vocês!

JEGUIM
Uai, sô, só se você salvar o Gordim!

LOBIZOMEM
Onde ele tá?

BICHIM
Ali na arapuca da onça!

LOBIZOMEM
Eu salvo, vocês brincam comigo, ninguém quer brincar comigo.

MALUQUIM
Vai lobizonzo salva Gordim que a gente brinca com você, vai!

LOBIZOMEM
Eu vou!!! (SAI)

BICHIM
Será que ele vai salvar o Gordim!

VOZ DE GORDIM
Socorro, o Lobizomem quer me atacar!!!!

MALUQUIM
Eita, o lobizonzo vai comer Gordim!

JEGUIM
Uai, sô, e agora?

BICHIM
Vamos pegá-los!

MALUQUIM
Eita lá eles!

VOZ DE GORDIM
O Lobizomem me pegou! Socorro!
(ENTRA O LOBIZOMEM CARREGANDO O GORDIM AOS GRITOS)

LOBIZOMEM
Pronto, salvei! Agora vamos brincar!
(E COMEÇAM A BRINCADEIRA GERAL).

Não derruba a mata!
Não derruba não!
Não polui as águas!
Não polua não.
Não morrer de fome!
Não a fome não!
Não matar a vida!
Não a morte não!
Um, dois, feijão com arroz
Três quatro, feijão no prato!
Cinco, seis, arroz outra vez
Sete oito, me dê mais biscoitos
Nove dez, não pise meus pés!!!!!!!!!!!!!!!!!!

©Luiz Alberto Machado Direiros reservados www.luizalbeetomachado.com.br


 






















































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
LUIZ ALBERTO MACHADO
Escrito por:
LUIZ ALBERTO MACHADO
Escritor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 25 de Julho de 2010

Já foi visto 4,818 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Infantil


4,668
Leram
0
Vão ler

Textos do Mesmo Autor
MACEIÓ

Por LUIZ ALBERTO MACHADO

MANGUABA

Por LUIZ ALBERTO MACHADO

APRUMANDO A CONVERSA

Por LUIZ ALBERTO MACHADO

DESEJO

Por LUIZ ALBERTO MACHADO